Quarta, 13 de Dezembro de 2017

CAMPO GRANDE

Trio é preso suspeito de ser principal fornecedor de bocas de fumo

Eles foram surpreendidos pela polícia enquanto fumavam maconha

20 MAR 2017Por MARIANE CHIANEZI17h:35

Pablo Renan Arcoverdes dos Santos Chagas, de 20 anos, o irmão, Edivaldo dos Santos Chagas, de 18, e Débora Evelyn Gonçalves Alves, de 22, foram presos na sexta-feira, 17,  no Bairro Nova Campo Grande, na Capital. Pablo é suspeito de ser o fornecedor de várias “bocas de fumo” atuante na cidade.

Conforme o delegado Rodrigo Yassaka, titular da Delegacia Especializada na Repressão ao Narcotráfico (Denar), no dia 27 de janeiro a Polícia Militar recebeu denúncia de ponto de venda de drogas, onde, ao abordar o suspeito, ele disse que a droga era fornecida por Pablo.

Com o endereço do rapaz em mãos, a polícia foi até o local e constatou que o suspeito havia fugido.

Durante as investigações, Pablo se apresentou na Denar na companhia do advogado e negou qualquer envolvimento com o narcotráfico. Na última semana, a 1ª Vara Criminal concedeu prisão preventiva de Pablo. Investigadores se deslocaram em dois endereços, mas não encontraram o rapaz. Somente depois de denúncia, foi possível localizá-lo.

Os irmãos foram flagrados com 51 porções de pasta base e foram presos junto a companheira de Pablo, Débora, grávida de sete meses. Ela foi solta em audiência de custódia realizada hoje. Além da droga, balança de precisão e dinheiro foram apreendidos.

Ainda conforme Yassaka, Pablo resistiu a prisão e fez com que os vizinhos acionassem a PM para auxiliar e contê-lo. Além de responder por tráfico de drogas responderá ainda por resistência.

Denar informou que Pablo é considerado violento e, de acordo com denúncias, já chegou a fazer ameaças aos vizinhos com armas. Entretanto, a polícia não encontrou nenhuma na residência. “Quem, em algum momento se sentiu ameaçado por ele [Pablo], pedimos que entre em contato com a delegacia e o denuncie”, solicitou o delegado.

Leia Também