sábado, 21 de julho de 2018

Luz da Infância 2

Quatro são levados à delegacia após
ação contra a pornografia infantil

Uma megaoperação está sendo realizada em 24 estados e no DF

17 MAI 2018Por BRUNA AQUINO E RENAN NUCCI10h:37

Um dos presos em flagrante na operação Luz da Infância 2, homem de 32 anos, que não teve a identidade divulgada para não atrapalhar as investigações, foi entregue, na manhã desta quinta-feira (17), na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) em Campo Grande. 

Conforme apurado no local, uma equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), chegou com o preso e uma Unidade Central de Processamento (CPU) de computador, apreendida na residência dele. 

De acordo a Polícia Civil, os supeito não tem profissão registrada e mora com a mãe no Bairro Chácara Cachoeira.

Outro preso pela equipe policial, é um engenheiro, morador do Bairro Coophavila, de 27 anos, que também mora com os pais. Ele foi o primeiro alvo da operação e a polícia investiga qual é a participação dele no crime e os materiais apreendidos na casa em que mora.  

Um terceiro suspeito foi preso no Jardim Colúmbia. A identidade também não foi divulgada. Ele chegou ao local em uma viatura enquanto uma caixa com objetos apreendidos na casa dele foi levada por outros investigadores. Ainda não há informação sobre o quatro homem que também foi preso durante a manhã de hoje.

Outras informações sobre a operação serão divulgadas pela polícia no período da tarde. (Colaborou Maressa Mendonça) 

 
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado
  • Valdenir Rezende/Correio do Estado

Leia Também