Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Trânsito na ponte sobre o Anhanduí deve ser liberado neste fim de semana

Trecho liga os bairros Jacy e Marcos Roberto

20 ABR 19 - 14h:34FÁBIO ORUÊ

Tráfego na ponte sobre o Rio Anhanduí, na Rua Bom Sucesso com a Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande, deve ser reaberto ainda neste final de semana, após quase 90 dias de interdição para a construção de 12 metros de gabião sob a estrutura e implantação de soleiras de amortecimento de água no leito do rio.

Conforme informações da Prefeitura, na manhã deste sábado (20) foi feito o serviço de aplicação da capa asfáltica nas duas cabeceiras da ponte, que liga os bairros Jacy e Marcos Roberto, com acesso pela Avenida Europa e Rua Bom Sucesso.

A previsão é de que a passagem sobre a ponte seja liberada cerca de uma hora depois de concluída a aplicação do pavimento. Estão sendo utilizados aproximadamente 115 toneladas de massa asfáltica.

O aterro foi refeito depois que foi retirado, em janeiro, para que empreiteira (responsável pela revitalização do córrego) desse continuidade às paredes de contenção das margens do lote três da obra que, abrange o trecho entre as ruas do Aquário e a Bom sucesso.

Prefeitura pretende inaugurar o lote 1 em agosto, mês que se comemora o aniversário da cidade, incluindo o primeiro trecho da ciclovia e o recapeamento das duas pistas da Avenida Ernesto Geisel.

São 551,6 metros entre as ruas Santa Adélia e Abolição, onde as margens já foram recompostas. Aproximadamente 75% do gabião projetado para o trecho está pronto. Nos próximos dias começa o serviço de urbanização das margens, com abertura de ciclovia, instalação de guard rail. As duas pistas da Avenida Ernesto Geisel, que margeiam o rio, serão recapeadas.

O lote 2, entre as ruas Abolição e Bom Sucesso, deve ser terminado no primeiro semestre de 2020, onde que, por razões de segurança, foi preciso interditar o trânsito na pista centro/bairro. O solo é frágil, com nascentes, vulnerável à movimentação de terra que está sendo feita nas margens do rio. Além de gabião, haverá trechos com placas de concreto.  Aproximadamente, 45% do serviço está pronto.

Já o lote três, de 420 metros, que termina exatamente na ponte da Rua Bom Sucesso, deve ficar pronto até dezembro deste ano. Até agora, tomando como base as últimas medições entregues à Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) pelas empreiteiras, já foi implantado 50% do gabião previsto. De 24,6 mil metros de gabião, ficaram prontos 11 mil metros, restando ainda 12 mil metros, chegando em alguns pontos a 8,5 metros de altura, com até 10 degraus.

Dos 4,4 mil de manta geotêxtil que revestirão os barrancos, mais de 3,5 metros já foram instalados. Este material, feito com poliéster, é colocado atrás das paredes de gabião, reforçando ainda mais a proteção das margens do aparecimento de novos processos erosivos. Dos 20, 9 mil muros de contenção em concreto armado programados, mais de 8 mil metros já foram colocados.

PROJETO RETOMADO

A revitalização do Rio Anhanduí é um projeto antigo, que se arrastava há pelo menos cinco anos. Ano passado, a Prefeitura recuperou os recursos alocados junto ao Ministério das Cidades e fez a licitação. A obra faz parte de um conjunto de ações que beneficiará diretamente os moradores dos bairros Marcos Roberto, Jockey Clube, Jardim Paulista e Vila Progresso.

Nesta etapa, estão previstas intervenções num trecho de 2 quilômetros, entre as ruas Santa Adélia e do Aquário, intervenções para recompor as margens do rio, mas também dentro do leito, com implantação de soleiras (degraus) para reduzir a velocidade da água e reter areia que desce das cabeceiras, evitando assim, o assoreamento e formação de bancos de areia.

*Com informações da assessoria

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MPT recorre à Justiça para que Santa Casa pague salários atrasados
TUTELA DE URGÊNCIA

MPT recorre à Justiça para que Santa Casa pague salários

Brasil ocupa o 44º lugar no consumo de agrotóxicos
RANKING FAO

Brasil ocupa o 44º lugar no consumo de agrotóxicos

Evento oferecerá renegociação de dívidas, cursos e exames gratuitos
CAMPO GRANDE

Evento terá renegociação, cursos e exames gratuitos

Abrasel pressiona e <br> votação sobre canudos é adiada
PEDIU VISTAS

Abrasel pressiona e votação sobre canudos é adiada

Mais Lidas