quarta, 18 de julho de 2018

COMBUSTÍVEIS

"Tendência" de redução de preços continua nos postos de Campo Grande

Redução ocorreu pouco depois de notificações do Procon sobre aumentos abusivos

14 AGO 2015Por MARESSA MENDONÇA17h:06

Postos de combustíveis de Campo Grande voltaram a baixar os preço da gasolina e, em alguns estabelecimentos, o consumidor consegue pagar até R$ 2,99 pelo litro, nesta sexta-feira(14). A redução ocorreu pouco depois da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MS) abrir processo administrativo para avaliar aumento abusivo do valor do produto, na segunda-feira (10).

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência (Sinpetro-MS), a diminuição dos preços não tem relação alguma com a abertura do processo do Procon. "Alguns postos reduziram, mas em outros o preço está igual. O mercado de Campo Grande é competitivo. Então, se um diminui o outro segue. Isso é mercado, é competitividade! Não é por causa da notificação".

A superintendente do Procon/MS, Rosimeire Cecília da Costa contou que a redução de preços foi observada um dia após o início da distribuição das notificações direcionadas a 45 postos da Capital.

 "A gente solicitou documentos para verificar se houve aumento sem justa causa. Se não ficar configurado esse aumento, nós encerramos o processo. Se sim, esses postos serão multados e notificados", detalhou  a superintendente. 

Segundo ela, o processo será enviado ao Ministério Público para apuração da formação de cartel  no município. "É uma questão difícil de comprovar, é crime. Então, esse passo fica com o Ministério Público. Para nós, o que vale é a lesão ao consumidor". 

A reportagem do Portal Correio do Estado verificou o preço cobrado pela gasolina nesta sexta-feira (14). As bombas de combustível dos postos localizados na Rua Rui Barbosa 1263, na Afonso Pena 1375, na Rua Ceará 2178 e na avenida Tiradentes 993 marcavam R$ 2.99,08. Em outro estabelecimento, como da Avenida Afonso Pena 5264, o valor pelo litro era de R$ 3,34.

O aumento investigado pelo Procon ocorreu na última quinzena do mês de junho, quando os preços subiram até R$ 0,60 pelo litro, passando de R$ 2,88 para R$ 3,49 em alguns postos.

Leia Também