Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

BRIGA EM SHOW

Sindicato alega que agente envolvido em homicídio agiu "em legítima defesa"

Servidor passou por audiência e teve prisão convertida em preventiva

25 SET 2017Por MARESSA MENDONÇA E RENAN NUCCI09h:50

O Sindicato dos Agentes Federais de Execução Penal em Mato Grosso do Sul (Sinafep-MS) divulgou nota declarando que o servidor envolvido em homicídio em Campo Grande, Joseilton de Souza Cardoso, reagiu ao ser agredido. Ele matou jovem de 22 anos após se envolver em briga na fila de banheiro. A prisão dele, que era em flagrante, foi convertida em preventiva.

Conforme a publicação do sindicato, "o agente público agiu em legítima defesa e efetuou um disparo em direção aos três agressores para que a ameaça fosse cessada". Ainda conforme a nota, outro agente estava no local e auxiliou o colega que, segundo ele, estava “bastante machucado devido à ação de três homens”.

PRISÃO PREVENTIVA

Joseilton foi preso em flagrante e passou por audiência de custódia nesta segunda-feira (25). A prisão dele foi convertida em preventiva e ele será encaminhado para o presídio.

O CASO

Adilson Silva Ferreira dos Santos, 23 anos, foi morto por tiro disparado pelo agente  penitenciário federal, Joseilton de Souza Cardoso, de 37 anos, na madrugada de hoje, depois de show no estacionamento do Shopping Bosque dos Ipês.

Testemunhas mencionaram que a discussão começou porque um queria ir no banheiro na frente do outro.

Depois de bate-boca, Adilson teria tentado dar um soco no agente, que sacou a arma e disparou contra a vítima. O tiro acertou o peito do rapaz.

O agente foi preso e levado para delegacia. A arma que ele usava, uma pistola .40, foi apreendida.

Leia Também