Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAÚDE

Serviços de urgência e emergência nos hospitais do SUS passam por reordenamento

Sesau divulga estratégias para garantir atendimento da população na Capital

11 JAN 19 - 09h:15GABRIELA COUTO

A Prefeitura de Campo Grande divulgou hoje as estratégias para garantir o atendimento dos serviços de urgência e emergência dos hospitais. Como gestora do Sistema Único de Saúde (SUS), a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) fez a organização do fluxo do atendimento.

Segundo a assessoria de imprensa não houve mudanças significativas. O documento que oficializa a reordenação de atendimento foi publicado na edição desta sexta-feira (11), no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande) e conta com a assinatura de todos os responsáveis das unidades que fazem parte da rede pública de saúde.

O secretário municipal, Marcelo Vilela, explica que a publicação faz parte da transparência da rede. "Não tinha isso antes e é uma  cobrança feita pelo Ministério Público Estadual (MPMS). Designamos onde serão alocados os pacientes de acordo com a necessidade da população."

Todas as especialidades tiveram sua designação feita. A Santa Casa, maior hospital do Estado, foi a que recebeu o maior número de demanda. São 48 tipo de prestação de serviços para o município. Em seguida vem o Hospital Regional e o Hospital Universitário, nesta ordem.

Também ficou estabelecido que o Hospital do Câncer aceitará na Unidade de Emergência somente pacientes oncológicos do hospital. Crianças com câncer, menores de 18 anos, e paciente onco-hematológicos serão regulados para o HU.

Já quem precisa marcar Tratamento Fora de Domicílio (TFD) de Iodoterapia terão que fazer a autorização dos exames na sede da Sesau, das 04h às 11h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira. O Centro Integrado de Vigilância Toxicológica(CIVITOX)  funcionará em sistema de plantão 24h, sendo que as Broncoscopia (Cirurgia Torácica) serão feitas na Santa Casa e no HR. No entanto, cirurgias de cabeça e pescoço, serão realizadas somente de forma eletiva. 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Após chuva, ônibus atola em rua não pavimentada no Cristo Redentor
ANO CHUVOSO

Após chuva, ônibus atola no Cristo Redentor

Em MS, 350 profissionais terão de rever declaração na Receita
OPERAÇÃO PANDORA

Em MS, 350 profissionais terão de rever declaração na Receita

MS pode ter recurso anual de R$ 200 milhões com mudança no Fundeb
EDUCAÇÃO BÁSICA

MS pode ter recurso de R$ 200 mi com mudança no Fundeb

Fábrica de MDF em Água Clara oferecerá 100 novos empregos
DESENVOLVIMENTO LOCAL

Fábrica de MDF em Água Clara oferecerá 100 novos empregos

Mais Lidas