Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Obra parada

Sem salários, trabalhadores do Aquário protestam na Proteco

Funcionários estão no meio do impasse entre empreiteiras

11 AGO 15 - 09h:37ALINY MARY DIAS E VALDENIR REZENDE

Sem receber salários ou rescisão de contrato, os trabalhadores da Proteco Construções que atuavam na obra do Aquário do Pantanal protestaram em frente à sede da empresa na manhã desta terça-feira (11).

Pelo menos 7 dos 35 trabalhadores que vieram de outras cidades para atuarem na obra protestaram. Segundo relatos dos funcionários, muitos não puderam participar do ato porque falta dinheiro até mesmo para custear o vale transporte.

ATRASOS

Desde que a obra foi suspensa pelo Governo do Estado, no mês passado, o impasse para o pagamento dos funcionários não tem fim. De um lado, a Proteco, que foi sublocada pela Egelte Engenharia para tocar a obra, afirma que não tem como pagar os funcionários porque bens foram apreendidos.

De outro lado, a Egelte afirma que aguarda acordo com a Proteco para retomar os trabalhos e, dependendo da situação, recontratar funcionários que vieram de fora do Estado e prestavam serviços à Proteco.

O sindicato dos trabalhadores da construção civil acompanha o caso.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Motoqueiro perde o controle, bate em poste e fica gravemente ferido
ACIDENTE DE TRÂNSITO

Motoqueiro perde o controle, bate em poste e fica ferido

Azambuja destaca Porto Murtinho como eixo intermodal
MATO GROSSO DO SUL

Azambuja destaca Murtinho como eixo intermodal

Dívidas de IPVA alcançam R$ 47,1 milhões no Estado
TRÂNSITO MS

Dívidas de IPVA alcançam R$ 47,1 milhões no Estado

Motorista de aplicativo é assaltado por dupla em moto
CAMPO GRANDE

Motorista de aplicativo é assaltado por dupla em moto

Mais Lidas