Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

Campo Grande

Sem padronização, calçadas
são entrave para pedestres

Com regulamentação genérica, prefeitura alega dificuldade para fiscalizar

29 AGO 2017Por DA REDAÇÃO06h:30

A falta de padronização das calçadas de Campo Grande faz com que o percurso seja árduo para os pedestres.

Desníveis, degraus de diversos tamanhos, rampas disformes, obstáculos e, até mesmo, ausência de calçada são alguns dos empecilhos interpostos ao direito de ir e vir.

Mesmo com a aplicação de multas e as 1.092 notificações emitidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) apenas neste ano, o problema ocorre tanto em áreas residenciais como comerciais. 

Não há no município lei específica que regulamente a construção de calçadas. As punições aplicadas são norteadas pela Lei nº 2.909, de 28 de julho de 1992, que institui o Código de Polícia Administrativa em Campo Grande.

Tal legislação é genérica, apenas dispõe sobre a proibição de impedir o livre trânsito de pedestres e veículos em ruas, praças, calçadas, estradas e caminhos públicos. Além disso, o artigo 18 põe como de responsabilidade dos proprietários dos imóveis a construção e manutenção de calçadas.

*Leia reportagem, de Tainá Jara, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também