Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Investigação

Santa Casa pode ter recebido por
leitos que não foram ocupados

Procuradoria da República na Capital apura suposta lesão ao Sistema Único de Saúde

1 MAI 17 - 06h:00Eduardo Miranda e Natalia Yahn

O Ministério Público Federal investiga o recebimento de verbas, pela Santa Casa de Campo Grande, de leitos que não foram efetivamente ocupados por pacientes nos últimos anos. A suposta fraude é apurada desde março, na Procuradoria da República, na Capital de Mato Grosso do Sul, pelo procurador Marcos Nassar. 

O inquérito resulta de procedimento preparatório que já tramitava na procuradoria, cujo objeto era apurar a possível lesão ao erário, “consistente em suposta fraude”, assevera a portaria nº 47 da instituição. Conforme o documento, os gestores do hospital “teriam recebido verbas do Sistema Único de Saúde por leitos que não foram efetivamente ocupados e informado ao SUS, para fins de repasse de verbas, o máximo de leitos disponíveis na instituição no ano de 2005, embora tenha ocorrido a redução de leitos disponíveis no hospital”.

Quando a Santa Casa sofreu intervenção pela Prefeitura de Campo Grande, em 2005, o contrato de prestação de serviços com o Sistema Único de Saúde informava que o local contava com 750 leitos. Ocorre que ao final da intervenção, em 2013, a Santa Casa passou a contar com 666 leitos. A redução, porém, não teria sido informada ao Ministério da Saúde, que continuaria repassando recursos com base nos dados da década passada. 

Reportagem está na edição de hoje do Correio do Estado

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

MNT recorre à Justiça para que Santa Casa pague salários atrasados
TUTELA DE URGÊNCIA

MNT recorre à Justiça para que Santa Casa pague salários

Brasil ocupa o 44º lugar no consumo de agrotóxicos
RANKING FAO

Brasil ocupa o 44º lugar no consumo de agrotóxicos

Evento oferecerá renegociação de dívidas, cursos e exames gratuitos
CAMPO GRANDE

Evento terá renegociação, cursos e exames gratuitos

Abrasel pressiona e <br> votação sobre canudos é adiada
PEDIU VISTAS

Abrasel pressiona e votação sobre canudos é adiada

Mais Lidas