Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

impasse

Santa Casa enrola prefeitura
para forçar aumento de repasse

Para secretário de saúde, a situação é como uma “bomba” prestes a estourar

5 MAI 17 - 07h:00DA REDAÇÃO

Continua o impasse entre a administração municipal de Campo Grande e a Santa Casa, que faz ameaças de paralisar atendimentos caso não haja aumento no repasse mensal de R$ 20 milhões.

O secretário de saúde, Marcelo Vilela, afirma que a prefeitura não vai ceder e que já encaminhou a situação para os Ministérios Públicos Estadual (MPE) e Federal (MPF).

“Ficam ameaçando fechar o Pronto Socorro, mas não podem fazer isso. Já oficiei a situação ao Ministério Público Federal e ao Ministério Público Estadual. A bomba vai estourar”, afirmou Vilela, que aparenta estar bastante insatisfeito com a postura do hospital.

O contrato entre a Santa Casa e o município encerrou-se em dezembro do ano passado, mas aditivo o prorrogou até março deste ano, quando venceu novamente.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informou que, mesmo sem a contratualização vigente, espera que os repasses sejam mantidos. No entanto, estão ameaçados, já que há necessidade de contrato vigente para que os pagamentos sejam feitos.

Isso porque, de um lado, o hospital quer que os recursos transferidos sejam aumentados em R$ 3,5 milhões, o que é negado pela prefeitura, que quer manter os R$ 20 milhões. A Santa Casa não quer assinar nova contratualização que não incorpore o aumento pedido ou, pelo menos, cláusula que indique redução de 30% no encaminhamento de pacientes por meio da regulação.

*Leia reportagem, de Natalia Yahn, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Previsão indica pancadas de chuva nesta semana em MS
TEMPO

Previsão indica pancadas de chuva nesta semana em MS

Juvêncio deixa legado de obras e serviços na Capital
EX-PREFEITO

Juvêncio deixa legado de obras e serviços na Capital

Governador decreta luto oficial de três dias por morte de Juvêncio
EX-PREFEITO DA CAPITAL

Governador decreta luto oficial de três dias por morte de Juvêncio

Aeroporto da Capital já transportou 3,5 mil toneladas em 2019
HUB DE CARGAS

Aeroporto da Capital já transportou 3,5 mil toneladas em 2019

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião