Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Salário atrasado

Santa Casa de Campo Grande recebe
repasse, mas não paga médicos

Adiantamento por parte da prefeitura foi de R$ 9 milhões

14 SET 17 - 06h:00NATALIA YAHN

Mesmo com adiantamento de repasse no valor de aproximadamente R$ 9 milhões, feito pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), a Santa Casa de Campo Grande ainda não pagou os salários dos médicos. 

No dia 6 de setembro – quarto dia útil do mês –, o município adiantou quase R$ 7 milhões do teto pré-fixado, e na terça-feira (12) foram repassados mais R$2.233.500,00. 

A Sesau informou que o governo do Estado ainda não repassou a parte que lhe cabe nos recursos, no valor de R$ 2 milhões. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) foi questionada sobre o atraso, mas não respondeu até o fechamento desta edição.

A Santa Casa confirmou que o pagamento dos salários dos médicos ainda não foi realizado, mas que normalmente ocorre após o repasse completo do valor pré-fixado, que é de R$ 20 milhões. Ainda de acordo com o hospital, a remuneração dos médicos é, geralmente, feita entre os dias 12 e 15 de cada mês, com atraso. 

Na semana passada, quando recebeu parte do recurso da Sesau, a Santa Casa informou que a quantia não era suficiente para quitar a folha de pagamento de todos os funcionários, que gira em torno de R$ 13 milhões. Por isso, com o adiantamento, o hospital pagou apenas os médicos pessoa jurídica que não haviam recebido em agosto, além de impostos e encargos. 

Os trabalhadores da enfermagem da Santa Casa fizeram dois dias de protestos – 11 e 12 de setembro – pelo atraso no pagamento dos salários. A manifestação terminou ontem após confirmação do depósito das remunerações.

INVESTIGAÇÃO

A Defensoria Pública do Estado vai investigar o fechamento dos leitos de internação da ala psiquiátrica da Santa Casa de Campo Grande, anunciado pelo hospital no dia 4 de setembro. 

O procedimento de apuração preliminar (PAP) publicado ontem no diário oficial vai apurar quais são os prejuízos causados aos pacientes internados no hospital por conta da transferência para o Hospital Nosso Lar.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OAB recomenda que Assembleia siga trâmite da PEC da reforma da Previdência
MATO GROSSO DO SUL

OAB recomenda que Alems siga trâmite da reforma da Previdência

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio anuncia pré-candidatura ao governo em 2022
ELEIÇÕES

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio diz que vai disputar governo em 2022

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande
VEJA VÍDEO

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião