Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Lei

Restaurantes devem conceder descontos para quem fez cirurgia bariátrica

Beneficiário deve comprovar cirurgia por meio de laudo ou declaração de médico

17 AGO 15 - 14h:30Glaucea Vaccari

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), sancionou a lei que concede descontos em restaurantes para pessoas que que fizeram cirurgia bariátrica ou qualquer outra de redução de estômago. A lei foi publicada no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (17).

De acordo com a lei, os restaurantes que servem refeições à “La Carte” ou porções, ficam obrigados a conceder desconto de 50% no preço das refeições ou servirem meia porção para quem tem o estômago reduzido por meio de cirurgia

Já os restaurantes que servem refeições em rodízio ficam obrigados a conceder desconto de 50% no valor. O consumo de bebidas não sofrerá descontos.

Para ter direito ao benefício, a pessoa deve comprovar a condição por meio de laudo médico ou declaração de médico responsável inscrito no Conselho Regional de Medicina.

De acordo com o autor do projeto, vereador Carlão (PSB), o objetivo é garantir as pessoas que se submeteram à cirurgia de redução de estômago o desconto, já que elas não conseguem comer mais que a metade de uma refeição normal, mas acabam sendo obrigadas a pagar pelo valor total nos restaurantes.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Repasse federal para obras de avenida retorna em junho, diz prefeito
ERNESTO GEISEL

Repasse federal para obras
retorna em junho, diz prefeito

Juiz muda de ideia e lista <br> tríplice da UFGD volta a valer
PROCESSO ELEITORAL

Juiz muda de ideia e lista tríplice da UFGD volta a valer

DOMINGO

Parlamentares do PSL/MS vão participar de manifestação a favor de Bolsonaro

Deputado vai percorrer o interior do Estado
Motoristas esperam 16 horas em fila <br> para abastecer a R$ 2,50 em Campo Grande
FEIRÃO DO IMPOSTO

Motoristas esperam 16 h em fila para abastecer a R$ 2,50

Mais Lidas