Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Parados no tempo

Relógios não têm hora para voltar
a funcionar em Campo Grande

Cidade tem vários equipamentos e nenhum em funcionamento

22 JUL 17 - 05h:30DA REDAÇÃO

Os relógios públicos de Campo Grande não funcionam nem têm hora para serem consertados.

O Relógio das Flores, na Duque de Caxias, está coberto de mato e os ponteiros foram depredados há muito, desde 2013.

O da Avenida Calógeras também está parado e dependendo de qual lado se olha o relógio, os ponteiros marcam horários diferentes: do lado da Afonso Pena, sentido Centro, são 8h45min, quem olha pela Avenida Calógeras vê 6h30min e dos outros dos lados, são 6h45min.  

Na Duque de Caxias, o aposentado Arnaldo Paixão dos Santos, nunca viu o relógio funcionando. “O que tem muito são as crianças agora. Todo final de tarde, elas sobem ali naquele morro e ficam escorregando. Mas para servir como relógio, nunca vi funcionando não”, relatou. No local, nem mesmo a grama está cuidada e o mato invade os ponteiros. 

Prefeitura ainda não se posicionou como deve atuar nesses locais.

*Leia reportagem, de Bárbara Cavalcanti, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Juiz não aceita Jamil Name em Presídio Federal
MOSSORÓ

Juiz não aceita Jamil Name em Presídio Federal

Especialista vê com cautela bancos de areia em lago de parque da Capital
MEIO AMBIENTE

Especialista vê com cautela bancos de areia em lago do parque

Detran leiloa quase 800 veículos, com lance inicial de R$ 300
OPERAÇÃO LIMPA PÁTIO

Detran leiloa 800 veículos,
com lance inicial de R$ 300

Carnês do IPVA começam a ser enviados aos contribuintes em MS
IMPOSTO VEICULAR

Carnês do IPVA começam
a ser enviados em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião