Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

na br-163

Reboque se solta de cavalo e causa acidente que mata caminhoneiro

Motorista foi desviar de animal na pista quando houve colisão

2 SET 2017Por RODOLFO CÉSAR08h:15

O motorista de caminhão Carolino Ribeiro das Virgens, de 38 anos, morreu em acidente ocorrido na BR-163, km 443. A batida frontal entre dois caminhões aconteceu por volta das 20h30 de sexta-feira (1º). A vítima estava em sua faixa de rodagem e foi atingida pelo outro veículo.

Um Mercedes AXOR/2540, azul, com placas de Nova Andradina, fazia o sentido Campo Grande-Nova Andradina e invadiu a pista contrária. O reboque acabou soltando-se do cavalo e tombou. No sentido contrário, Carolino seguia com seu Volvo prata, com placas de Vargem (SC), e foi atingido.

José Rubens da Silva, que estava na direção do Mercedes, não sofreu lesão e depois da batida permaneceu no local. Ele explicou às autoridades que um animal entrou na pista e para desviar entrou parcialmente na pista contrária. Quando tentou voltar, o reboque soltou-se e gerou o acidente.

Bombeiros foram acionados para tentar salvar Carolino, mas não foi possível. Viatura da concessionária CCR MSVia também se deslocou para o local. As equipes prestaram atendimento a Dayana Cristina Vilharga de Oliveira, 19 anos, que estava no Volvo junto com Carolino. Ela foi levada para Santa Casa. "A vítima estava muito agitada e desorientada", informou a equipe da CCR MSVia à Polícia Civil.

A Polícia Rodoviária Federal fez a sinalização da rodovia e orientação do trânsito. Foi preciso retirar o reboque, que ficou parcialmente ocupando a pista.

A perícia criminal foi chamada para realizar levantamentos no local do acidente. Imagens de câmera de monitoramento do trânsito que existem na região devem ser utilizadas também para verificar o que causou o acidente que matou o motorista do caminhão.

O boletim de ocorrência foi registrado pelo delegado Giulliano Carvalho Biacio, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga, como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também