Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Investigados

Pressionada, Câmara pede provas ao TJ para decidir futuro de vereadores

Vereadores são alvo de investigação e suspeitos de esquema para cassar Bernal

1 SET 15 - 10h:10ALINY MARY DIAS E KLEBER CLAJUS

Cobrada na última sexta-feira (28) pelo procurador-geral do Ministério Público Estadual (MPE), Humberto Brittes, por uma atitude em razão da investigação que envolve nove vereadores da Capital, a presidência da Casa de Leis se manifestou hoje sobre a situação.

O presidente da Casa, Flávio César (PT do B), disse nesta terça-feira (1º), que já encaminhou ofício ao Tribunal de Justiça e também ao MPE solicitando mais detalhes sobre a investigação da Operação Coffee Break, desdobramento da Lama Asfáltica e que apura compra de votos de vereadores para cassação de Alcides Bernal (PP), em março do ano passado.

“Todas as providências serão tomadas à luz das regras regimentares. Pela Câmara não exige previsibilidade legal para afastamento”, disse. Ainda segundo o presidente, a Câmara quer as provas documentais e até as gravações que flagram o envolvimento dos vereadores para saber quais punições eles podem ter por parte da Câmara.

Paralelo a isso, a procuradoria-jurídica da Casa prepara parecer, que deve ser finalizado até quinta-feira (3), para nortear os vereadores sobre os caminhos legais que poderão ser tomados a partir de agora.

A pressão popular e também do MPE é que os vereadores investigados sejam afastados dos cargos. Até agora, apenas um suplente, Jaqueline Hildebrand (PP), solicitou à Câmara afastamento de Waldecy Chocalate (PP), para posse dela.

TROCA-TROCA

Nesta terça-feira (1º), depois de toda a reviravolta da semana passada, duas mudanças ocorrerão na Câmara. Com a saída de Paulo Pedra (PDT), que assumiu cargo de Secretário de Governo de Bernal, Eduardo Cury (PT do B) toma posse como vereador.

Outra mudança será a saída de Dr. Loester (PDT) depois da volta de Jamal Salém (PR), que foi exonerado da função de secretário de Saúde da Capital.

Os vereadores investigados são: Mario Cesar, Edil Albuquerque, Airton Saraiva, Waldecy Batista, Gilmar da Cruz, Carlão, Edson Shimabukuro, Paulo Siufi, Jamal Salém e o ex-vereador Alceu Bueno.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Agehab suspende cadastro em programas habitacionais por 4 meses
MORADIAS POPULARES

Agehab suspende cadastro em programas habitacionais por 4 meses

Número de homicídios cai, mas casos de feminicídio aumentam no 1° quadrimestre
ESTATÍSTICA

Número de homicídios cai, mas casos de feminicídio aumentam no 1° quadrimestre

Ministério Público vai investigar aumento constante do etanol
ECONOMIA

MPE vai investigar aumento constante no preço do etanol

Vídeo mostra momento em que motoqueiro bate contra poste
ACIDENTE

Vídeo mostra momento em que motoqueiro bate em poste

Mais Lidas