segunda, 23 de julho de 2018

CAMPO GRANDE

Presos por estupro encerram motim e serão transferidos para outra unidade

Agepen informou que as transferências já estavam previstas

13 JUL 2018Por FÁBIO ORUÊ15h:29

Os presidiários que subiram no teto do Instituto Penal, no Complexo Penitenciário do Jardim Noroeste, em Campo Grande, nesta manhã, serão transferidos para uma unidade no interior de Mato Grosso do Sul. Eles e outros detentos serão encaminhados conforme logística de segurança desenvolvida pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

Segundo a Agepen, a transferência do trio e de outros internos já estava prevista e é necessária para  garantir a integridade física deles, que são rejeitados pelos outros presos pelos crimes que cometeram, e também dos demais detidos, que tiveram a rotina alterada pelo tumulto.

O trio, que teve acesso ao teto do complexo, só encerrou o motim após negociações com a 2ª equipe da Agepen, em conjunto com os Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O TUMULTO

Na manhã desta sexta-feira (13), três detentos iniciaram uma agitação no teto do Instituto Penal. Eles, que foram presos pelo crime de estupro, cumpriam pena em celas disciplinares e cobravam transferência para outras unidades, além disso, acusavam violação de direitos humanos, afirmando que apanham de policiais, que não recebem medicamentos e estão há dez dias sem comer.

Será instaurado procedimento para apurar as circunstâncias em que tiveram acesso ao local. Apesar da situação, não houve alterações no expediente da unidade.

Leia Também