Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

Incêndio

Seguro de churrascaria destruída estava vencido
e prejuízo é apurado

Incêndio começou no fim da manhã na Capital e 40 pessoas almoçavam no restaurante

10 AGO 2015Por ALINY MARY DIAS E DANIELLE VALENTIM14h:00

Depois de ver o estabelecimento que possui há 15 anos totalmente destruído por um incêndio, Dejair Carvalho não faz ideia do prejuízo financeiro que a tragédia trará para a família. O que o comerciante sabe até agora é que não contará com auxílio do seguro, tudo porque a apólice estava vencida.

Ao Portal Correio do Estado, o proprietário da churrascaria O Laçador afirmou que o seguro estava vencido e não houve renovação, por isso, o prejuízo não será reembolsado pela seguradora.

Sobre o valor dos estragos, o proprietário ainda não teve tempo ou condições de calcular. Mas o prejuízo deve ser grande, tendo em vista que toda a estrutura da churrascaria foi destruída.

INCÊNDIO

Por volta das 11h30, houve um princípio de incêndio em uma das churrasqueiras, mas funcionários controlaram as chamas com um extintor. O trabalho voltou ao normal, mas 15 minutos depois estralos foram ouvidos no teto e chamas já consumiam o local.

“O incêndio se alastrou muito rápido, estou há 15 anos aqui e isso nunca tinha acontecido”, disse Dejair.

Tanto os 40 clientes que almoçavam como funcionários conseguiram sair do estabelecimento antes que o local fosse destruído. As chamas chegaram a colocar em risco uma loja ao lado, mas o Corpo de Bombeiros conseguiu impedir que o incêndio se alastrasse.

Ao todo, oito botijões de gás foram retiradas pelos militares de dentro da churrascaria. Pelo menos dois deles explodiram e foram colocados na rua. A Rua Maracaju foi interditada e o trânsito ficou complicado na região.

O capitão do Corpo de Bombeiros, Valmir Gomes dos Santos, afirmou que 30 militares participaram do combate e pelo menos 25 mil litros de água foram usados. Tudo foi destruído e houve perda total, segundo o capitão.

Confira abaixo vídeo feito por leitor:

Veja também as fotos da destruição:

 
  • Bruno Henrique/Correio do Estado
  • Bruno Henrique/Correio do Estado
  • Bruno Henrique/Correio do Estado
  • Bruno Henrique/Correio do Estado
  • Bruno Henrique/Correio do Estado
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também