Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PROFESSORES

Prefeitura precisa cortar ponto para contratar temporários

Justiça deve decidir sobre o não pagamento de 401 professores grevistas

18 AGO 15 - 00h:00DA REDAÇÃO

Sem acordo para o fim da greve dos professores, a Prefeitura de Campo Grande aguarda para esta semana decisão da Justiça para obter autorização para interromper o pagamento de salários dos 401 profissionais que ainda integram o movimento paredista. De acordo com o secretário municipal de educação, Marcelo Salomão, “não há outro caminho, uma vez que todas as propostas feitas à categoria foram recusadas”.

A decisão precisa ser favorável à prefeitura, para que ela coloque em prática nova medida, que é a contratação de professores temporários. A Secretaria Municipal de Educação (Semed), já realiza um estudo técnico para convocar cerca de 120 novos professores, a fim de suprir a demanda dos alunos sem aulas na Rede Municipal de Ensino (Reme). Até amanhã, conforme o secretário Marcelo Salomão, a Semed já terá o quantitativo de profissionais necessários. “Mas o que eu não posso é criar duas despesas, pagando tanto os efetivos em greve quanto os temporários”, disse.

De acordo com o prefeito Gilmar Olarte (PP), a maioria dos professores está trabalhando. “Se eles não voltarem, nós vamos colocar professores substitutos. Mas nenhuma criança vai ficar fora da sala de aula. Nós sabemos que estes poucos professores que estão fazendo movimento e greve faz parte de um grupo político de oposição, que quer destruir a cidade”, declarou.

 

(*) A reportagem, de Lucas Junot e Tainá Jara, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Após morte de peixes, MP abre inquérito para apurar regularidade de esgoto
RIO ANHANDUÍ

Após morte de peixes, MP abre inquérito para apurar regularidade de esgoto

Tarifa de pedágio da ponte sobre Rio Paraguai aumenta 2,83% em janeiro
PREPARE O BOLSO

Tarifa de pedágio da ponte sobre Rio Paraguai aumenta 2,83% em janeiro

A exemplo da Paulista, 14 de Julho será fechada para carros aos domingos
A PARTIR DE AMANHÃ

A exemplo da Paulista, 14 de Julho será fechada para carros aos domingos

Cobrando melhorias e reajuste salarial, motoristas protestam na Afonso Pena
TRANSPORTE PÚBLICO

Cobrando melhorias e reajuste salarial, motoristas protestam na Afonso Pena

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião