Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

AMPLIAÇÃO

Prefeitura libera 395 novos alvarás para táxis e mototáxis em Campo Grande

Decreto com ampliação de alvarás foi publicado na tarde de hoje

11 JUL 2017Por GLAUCEA VACCARI18h:15

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), ampliou o número de alváras para táxis e mototáxis na Capital. Decreto com a liberação foi publicado hoje, em edição extra do Diário Oficial do Município.

São 217 novos alvarás para táxis e 178 para mototáxis. Dessa forma, fica ampliado de 490 para 707 a quantidade de alvarás para táxis e de 490 para 638 a de mototáxis.

De acordo com a prefeitura, número atende a exigência da Lei Municipal 1.655, de 1977, que delibera sobre a proporção de 2% ao ano sobre o número de táxi existente em Campo Grande. A mesma regra é aplicada para a concessão dos novos alvarás para mototáxis.

Para a publicação do decreto foram estabelecidos critérios de reserva de 20% para as mulheres, 10% para pessoas com deficiência e criação de novos pontos para acolher os permissionários.

Ampliação será preenchida conforme disposições de procedimento licitatório, que ainda será lançado.

SETOR QUESTIONADO

A Câmara de Vereadores instalou Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguar irregularidades tanto na atuação de táxis na cidade como na emissão de alvarás.

Na primeira reunião da comissão, realizada ontem (10), apenas uma convocação foi atendida, das quatro pessoas que tinham sido intimadas a comparecer.

Moacir Joaquim de Matos, já falecido, conseguiu acumular 27 alvarás em seu nome. O filho dele, Elton Pereira de Matos, foi o único a prestar esclarecimentos. Ele confirmou que a mãe dele, Francisca Pereira dos Santos, tem 15 alvarás no nome dela, apesar de nunca ter trabalhado na área.

Segundo o herdeiro da Rádio Táxi, até 1993 não havia limite para concessão de alvarás para uma única pessoa."Os herdeiros têm direito aos alvarás e eu não sou o único", revelou Elton, que tem seis autorizações em seu nome.

O segundo maior monopólio e que terá de prestar depoimento na CPI é de Orocídio de Araújo. Além de Orocídio, sua esposa, Maria Helena Juliace de Araújo; o cunhado Benevides Juliace Ponce e esposa do cunhado, Gleickermen Bogarim Godoy Ponce; já acumulam 39 carros no nome da família.

A comissão informou que faltam ser ouvidos o casal Marco Aurélio Ferreira e Maria Lourdes Dantas Ferreira, além de Nelson Kohatsu, Vanilde Roberti, Maria Helena Martins Panissa Startari e Antonio Oliveira dos Santos.

*Colaborou Rodolfo César.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também