Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAÇA AO MOSQUITO

Prefeitura faz mutirão contra dengue em bairros da cidade

Campo Grande apresentou uma incidência média de 1,7 mil

13 DEZ 18 - 10h:19TERO QUEIROZ

Está sendo realizada na manhã desta quinta-feira (13) no bairro Bairro Jardim das Nações, mutirão de combate a dengue, para prevenção da proliferação do mosquito Aedes Aegypti. O tema do combate impresso na camisa dos agentes de saúde e funcionários de empresas da região deixam claras as intensões da ação, extinguir qualquer foco de mosquito e conscientizar a população. 

A ação é parceria da Prefeitura, através da Coordenadoria Municipal De Controle De Endemias Vetoriais, Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e Mobiliário (SINTRACON-MS) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA-MS). 

Construções que estão sendo realizadas ao redor do bairro criam possibilidades de descartes que podem acabar acumulando água. Segundo a Agente de Saúde, Marlei Correa, de 45 anos, a ação acontece todos os anos no intuito de beneficiar a população para que esta tenha festas de fim de ano sem perigo de ser contaminada pelo mosquito. "O Aedes Aegypti transmite a dengue, zika vírus e febre chikungunha e com essas obras aí podem criar possibilidades de focos, nosso intuito com a ação e conscientizar a população local, distribuindo esses panfletos informativos, para que todos aqui tenham um final de ano tranquilo", explica. 

Ação segue pelas ruas do bairro e deve ir até as 11h, a técnica em segurança do trabalho, Delfina da Silva Gamarra, de 41 anos, explica que ações em parcerias com empresas e construtoras é um ótimo caminho, pois nesse caso o beneficiado é a população. "Eu acredito que a construção aqui ao lado, o verão, o calor intenso, tudo possibilita que se criem locais para proliferação do mosquito. Por isso é bom a empresa construtora olhar para a comunidade ao redor e ações como essa impactam positivamente no combate do Aedes Aegypti", disse a técnica que trabalha a vinte anos na construtora que realiza as ações. 

Para a técnica de enfermagem, Isabel Pedro da Silva, de 47 anos, a prefeitura abraçar essa iniciativa mostra que há a preocupação de fato com o cidadão. "A saúde é algo importantíssimo para todos nós e saber que ações como essa de fato estão sendo realizadas, ver eles passando aqui em casa com esse informativo, nos faz crer que o poder público está pensando em nós". 

Boletins epidemiológicos divulgados no último dia 5 de dezembro pela Secretaria de Estado de Saúde, mostra que a cidade de Campo Grande apresentou uma incidência média de casos referentes à dengue, com 1783 casos notificados este ano. 

Outras doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, como a zika e a chikungunya possuem baixa incidência de registros, com 145 e 246 casos, respectivamente.

A agente de saúde explica ainda que nesse período chuvosos a população deve realizar o esvaziamento de recipientes que possam acumular água, realizar as limpeza de quintais, levar para reciclagem pneus e garrafas, bem como denunciar terrenos baldios abandonados. "Tem que denunciar, limpar o seu terreno e pela saúde essa aqui, estamos aqui para informar as pessoas que hoje em dia sofrem muito pela desinformação", finaliza a agente de saúde.   
 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Grupos fazem 'buzinaço' à favor de prisão em segunda instância
PROTESTOS

Grupos fazem 'buzinaço' à favor de prisão em segunda instância

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação
RENDIMENTO

Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Leilão presencial de veículos e sucatas acontece em dezembro
OPORTUNIDADE

Leilão presencial de veículos acontece em dezembro

'Maternidade': mães de prematuros relatam dificuldades e aprendizados
SAÚDE

'Maternidade': mães de prematuros relatam dificuldades e aprendizados

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião