Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

Obra desnecessária

Prefeitura derruba 1,7 mil árvores para construir rua no Parque dos Poderes

Existem outras duas opções de acesso que fazem o mesmo trajeto

12 MAR 2018Por DA REDAÇÃO06h:00

Há cinco meses, 1,7 mil árvores foram derrubadas para implantação de uma avenida que vai ligar a rotatória localizada na Avenida Mato Grosso, na entrada do Parque dos Poderes, até a Avenida Desembargador Leão Neto. No entanto, outras duas vias fazem o mesmo trajeto, o que mostra que a obra pode não passar de trabalho desnecessário. 

A obra faz parte da primeira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Pavimentação, lançado em 2011. O projeto, que foi elaborado na gestão de Nelson Trad, inclui 12 quilômetros de recapeamento, drenagem e a solução para um problema conhecido como “piscinão”, nos altos da Avenida Mato Grosso, mas ficou parado durante o mandato do prefeito Alcides Bernal (PP) e, só no fim de 2017, voltou a ser executado.

Tudo está orçado em R$ 10,2 milhões e, apesar do impacto, tem licença ambiental concedida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur). “Só de olhar já deu pra ver que não tem necessidade. Tudo isso de árvore derrubada para construir uma rua do lado da outra? Não tem lógica”, diz o biólogo Murilo Couto, 25 anos, que veio de São Paulo para morar em Campo Grande há uma semana.

* Leia a reportagem, de Luana Rodrigues, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também