Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MEIO AMBIENTE

Lei é sancionada e prefeitura terá de implantar telhado verde em prédios públicos

Projeto prevê incentivos fiscais aos proprietários das edificações que adotarem

5 AGO 15 - 15h:00MARESSA MENDONÇA

O prefeito Gilmar Olarte (PP) sancionou a lei que trata da implantação de telhado verde nos prédios públicos de Campo Grande. Essa cobertura já é utilizada em diversos países e serve para diminuir as ilhas de calor nos centros urbanos. A aprovação foi divulgada no Diário Oficial (Diogrande) desta quarta-feira (5). 

Antes de passar pelas mãos do chefe do executivo municipal, o projeto, de autoria dos vereadores dos Eduardo Romero e Mario Cesar, foi aprovado pela Câmara Municipal em sessão realizada no último dia 30 de julho, e prevê incentivos fiscais aos proprietários das edificações que adotarem Telhado Verde em conformidade com padrões técnicos previstos na lei.

Dentre as regras previstas na lei, o telhado verde deverá ter vegetação capaz de “resistir ao clima tropical e às variações de temperatura, além de usar pouca água, de modo a não servir de habitat de mosquitos como o aedes aegypti”. Essa lei não cria a obrigatoriedade da instalação do telhado, mas serve como incentivo. 

A engenheira ambiental Adriana Galbiati explicou que existem dois tipos telhado verde, “um sistema simples em que se coloca lona, substrato, faz uma drenagem,  e escolhe as plantas que quiser. Outros para prédios maiores que exigem um trabalho de engenharia, com cálculo estrutural da planta, pra ver a quantidade de terra de vegetais e pessoas que podem ficar circulando no teto”. 

Segundo ela, existem ao menos três vantagens em se instalar o telhado: o conforto térmico, a diminuição da poluição visual e absorção do impacto das chuvas. “Funciona como a incidência do sol numa floresta. A fotossíntese das plantas absorve boa parte da energia do sol, a água evapora e isso faz com que a temperatura e fique estável. Na cidade, quando o sol bate em uma parede de concreto, não há absorção e o cimento fica irradiando aquele calor”. 

Adriana completa afirmando que não há vantagem econômica na implantação do teto verde. “A vantagem para a empresa ou para o cidadão é de estar fazendo a coisa certa”. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Castração de gatos estará disponível nesta segunda
AGENDAMENTO

Castração de gatos estará disponível nesta segunda

Licitação pública de ponte sobre rio Paraguai será lançada no sábado
PORTO MURTINHO

Licitação pública de ponte
será lançada amanhã

Pela terceira vez, MPE quer <br> guardas municipais na prisão
PISTOLAGEM

Pela terceira vez, MPE quer
guardas municipais na prisão

BRASIL

MPF pede suspensão de urgência em concurso da Polícia Rodoviária Federal

Mais Lidas