Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Fiscalização

Prefeito anuncia auditoria em folha de pagamento dos servidores

Como exemplo, Trad citou que tem morto recebendo e duplicidade de pagamentos

29 AGO 2017Por Izabela Jornada12h:15

Durante inauguração da obra de revitalização da Unidade Básica de Saúde (UBS) 26 de Agosto, do Bairro São Francisco, o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) declarou que auditoria da folha de pagamento de servidores do município está em andamento e até o fim do ano deve ser finalizada a licitação para escolha da empresa que ficará responsável. "Quero economia de R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhão por mês. Já está bom demais", disse.

O prefeito lembrou também que na Capital, a folha de pagamento de servidores não é auditada há mais de 16 anos. "Tem morto que está recebendo, duplicidade de pagamentos, salários acima", exemplificou.

Sobre o pagamento do 13º salário, o prefeito ratificou que será necessário vender a folha de pagamento para obter valores. "Os impostos estão sendo pagos pelos contribuintes, mas usamos tudo para pagar dívida. Não temos nenhuma poupancinha", declarou.

Após as campanhas de trifis, onde o contribuinte podia refinanciar impostos municipais, e com as cobranças cartorárias e protestos a arrecadação aumentou. "Estamos fazendo nossa lição de casa. Os impostos estaduais e federais que caíram", disse.

UBS
A Unidade Básica de Saúde 26 de Agosto foi reformada e recebeu mais dois consultórios para atendimentos. A UBS também recebeu manutenção e pintura.

Agora, a UBS passa a atender nos dois períodos, manhã e tarde. Além de um pediatra e três médicos na especialidade clínico geral, que atendem na parte da manhã, a unidade terá mais quatro médicos clínico geral e um ginecologista no período da tarde.

O secretário de saúde, Marcelo Vilela disse que no dia 4 de setembro o município deve iniciar reforma de mais algumas unidades básicas de saúde a partir de licitação que será liberada no valor de R$ 5 milhões.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também