Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Economia

Preços de hortifrútis no atacado subiram até 123% no ano em MS

Custo de produção ajudou a inflacionar cotações no Estado

23 AGO 15 - 00h:00DANIELLA ARRUDA

Inflacionados pelos custos de produção,  que foram às alturas neste ano em decorrência do cenário de crise econômica generalizada, hortifrútis comercializados nas Centrais de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa-MS) estão até 123% mais caros em comparação com os preços médios praticados um ano atrás.  

As maiores altas foram constatadas entre a cebola nacional, a cenoura, a abóbora moranga, a couve folha,  a  batata comum e o alho branco, mas o tomate longa vida, vilão da inflação nos últimos meses, também entrou na lista dos “10 mais” com maiores aumentos de valores em 2015. 

“Os insumos e combustíveis subiram muito e tudo isso impacta no custo dos alimentos. De 2014 para 2015, grande parte dos produtos subiram, em média, de 10% a 15%. Antes, tinha-se três problemas: clima, logística e produção. Hoje, temos também a crise (influenciando na composição dos preços)”, analisa o coordenador da divisão de mercado da Ceasa-MS, Cristiano Chaves.

*A matéria, de Daniella Arruda, está na edição de hoje do Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Ato em apoio ao governo de Bolsonaro reúne milhares de pessoas na Capital
MANIFESTAÇÃO

Ato em apoio ao governo reúne 4 mil pessoas na Capital

Polícia apreende R$1,6 milhão<br> em cigarros contrabandeados
INTERIOR

Polícia apreende R$1,6 milhão em cigarros contrabandeados

Guarda "suplica" transferência do Garras para presídio estadual
ARSENAL

Guarda "suplica" transferência
do Garras para presídio estadual

Campo Grande ganhou mais de 16 mil bebês em 2018
BEBÊ A BORDO

Campo Grande ganhou mais
de 16 mil bebês em 2018

Mais Lidas