Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

INVESTIGAÇÃO

Polícia segue com buscas por suspeito
de assassinar jovem a tesouradas

Mayara foi encontrada morta na casa onde morava há uma semana

22 SET 2017Por MARIANE CHIANEZI18h:06

A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) segue investigações e buscas pelo principal suspeito do assassinado de Mayara Fontoura, de 18 anos, encontrada morta com golpes de tesoura no dia 15 de setembro, no Bairro Universitário.

A delegada plantonista Fernanda Piovano disse que investigadores seguem com as buscas por Roberson Batista da Sil, o “Robinho”, como é conhecido.

“As buscas vão continuar todos os dias, durante o dia todo, até que ele seja encontrado”, disse Piovano ao Portal Correio do Estado. Roberson havia saído recentemente da prisão, poucos dias antes do assassinato.

Ele ainda é suspeito de estar envolvido em esquema com irmã de Mayara, Viviane, de 20 anos, relacionado à venda de produtos alimentícios furtados.

O CRIME

Mayara Fontoura morava com o irmão, mas estava sozinha no momento do crime. De acordo com amiga de Mayara, que não quis ser identificada, a jovem vivia sob ameaças do rapaz,  conhecido como Robinho.

“Ele estava preso e fazia alguns dias que tinha saído da cadeia. Mayara sempre o visitava no presídio”, disse a amiga.  "Ele estava preso há um ano, por ter praticado homícidio, anteriormente, mas foi solto há alguns dias". Ainda conforme informações de amiga, Mayara se relacionava com ele desde os 14 anos. 

Leia Também