Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Revolta

Paixão não correspondida faz vizinho invadir casa e destruir carro de mulher

Mulher de 46 anos estava em casa com o filho de 23 e não se feriu

13 AGO 15 - 08h:31ALINY MARY DIAS E RENAN NUCCI

Um homem de 42 anos foi preso na madrugada desta quinta-feira (13) depois de invadir a casa de uma vizinha e destruir o carro dela a pauladas, no bairro Coophavila 2. Segundo a investigação da polícia, o vizinho é apaixonado pela mulher de 46 anos e se revoltou por não ter o interesse correspondido.

De acordo com a Polícia Civil, o homem trabalha como horticultor e também é usuário de drogas. Ele seria apaixonado pela vizinha. O homem, inclusive, enviava vários bilhetes para a mulher se declarando.

Diante das recusas e da paixão não correspondia, o homem surtou nesta madrugada. Por volta das 4h40, ele invadiu a casa da mulher, na Rua Naim Dibo, e com um pedaço de pau destruiu o carro dela. Várias parte do Volkswagen Fox ficaram destruídas, entre elas a parte traseira.

O rapaz foi preso pela Polícia Militar e responderá pelo crime de invasão de domicílio e dano. A mulher e o filho de 23 anos que mora com ela não ficaram feridos.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Chuva não dá trégua <br> e quinta-feira será nublada
TEMPO

Chuva não dá trégua
e quinta-feira será nublada

Em reunião com Bolsonaro, secretário pede investimento em forças estaduais de segurança
EM BRASÍLIA

Secretários pedem recriação de Ministério da Segurança

Polícia paraguaia recaptura mais dois fugitivos de penitenciária
FUGA EM MASSA

Polícia paraguaia recaptura mais dois fugitivos de penitenciária

Evento terá renegociação de dívidas, cursos gratuitos e doação de animais
AGIR REGIONAL

Evento terá renegociação de dívidas, cursos gratuitos e doação de animais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião