Terça, 12 de Dezembro de 2017

ESQUEMA

Corregedoria já prendeu 7 policiais militares suspeitos de cobrar propina

Operação identificou que PMs exigiam R$ 150 mil para liberar contrabando

7 DEZ 2017Por LUANA RODRIGUES17h:10

A Corregedoria da Polícia Militar cumpriu mais cinco mandados de prisão contra policiais militares na manhã de hoje, em Campo Grande. As prisões são por conta de desdobramento de operação desencadeada no dia 1º deste mês, que flagrou dois PMs exigindo R$ 150 mil para liberar um motorista de caminhão carregado com cigarros contrabandeados.

Conforme a Polícia Militar, os militares presos foram preventivamente encaminhados para o Presídio Militar Estadual. A Corregedoria não informou a identificação de nenhum dos detidos. Eles são suspeitos de participarem de esquema de propinas para liberar cargas ilícitas na Capital.

A investigação segue em sigilo. No entanto, conforme apurado pelo Portal Correio do Estado, outros pedidos de prisão foram feitos à justiça.

FLAGRANTE

No dia 1º deste mês, dois policiais militares foram presos na Avenida Gunter Hans, bairro Tarumã, após denúncia de cobrança de propina. O cabo da Polícia Militar Rafael Marques da Costa, 28 anos, e o sargento Alex Duarte de Aguir, 38, estavam exigindo dinheiro para liberar um caminhão carregado com cigarro contrabandeado.

Em apoio à Corregedoria da PM, equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Batalhão de Choque da Polícia Militar foram ao local e confirmaram a denúncia.

Os policiais foram presos em flagrante pelo crime de corrupção passiva. A Corregedoria da PM finalizou o flagrante e acompanha o caso.  Motorista do caminhão também foi preso e o veículo, além do contrabando de cigarros foram apreendidos.

Leia Também