Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

demora

Obra da Euler de Azevedo vai
atrasar ao menos 3 meses

Cronograma previa inauguração de obra neste mês

11 JUL 2017Por DA REDAÇÃO06h:30

Ainda sem pavimentação em maior parte do trecho, a obra de duplicação da Avenida Euler de Azevedo foi prorrogada e deve ser entregue apenas em outubro, três meses depois do previsto, que era o final deste mês de julho.

Um dos motivos desse atraso, conforme pesquisa no Portal da Transparência do governo estadual, pode estar relacionado ao não repasse de dinheiro às empresas que estão à frente da empreita.

Para se ter uma ideia, a Anfer Construção e Comércio Ltda, que realiza obra no trecho da via localizado entre a avenida Presidente Vargas até a entrada da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), tem R$ 3.633.404,35 previstos para receber do governo. 

No entanto, somente R$ 876.884,23 foi efetivamente liquidado desde o início de 2017. Em 2016, R$ 1.634.335,93 foram repassados à empresa pelo Estado, totalizando pagamento de R$ 2.511.220,16 desde o início da obra, em julho do ano passado. 

A empresa foi contratada por R$ 8.910.262,29, sendo que R$ 300.156,59 desse valor corresponde a aditivo. Vale ressaltar que nem mesmo o valor já separado para pagar a empreiteira (R$ 3,6 milhões) se aproxima do que foi contratado.

Para a Construtora Industrial São Luiz S/A, o valor contratado da obra totaliza R$ 7.496.719,65, mas o inicial era R$ 6.106.804,71. Aditivo de R$ 1.389.914,94 foi concedido devido mudança no projeto de drenagem da obra, que sofreu desvio para desaguar no córrego Imbirussu. Inicialmente, as águas das chuvas cairiam em propriedade particular, mas houve problemas com o dono do local e então, necessidade de mudança.

*Leia reportagem, de Lucia Morel, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Leia Também