Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FUMAÇA BARRADA

Narguilé é proibido em locais públicos de Campo Grande

Quem descumprir a regra, terá de arcar com multa de R$ 500.

11 JUL 19 - 10h:48DA REDAÇÃO

O prefeito Marcos Trad sancionou lei responsável por proibir o uso do cachimbo conhecido “narguilé”, em locais públicos abertos e fechados de Campo Grande. A determinação foi publicada na edição desta quinta-feira, do Diário Oficial do município. Quem descumprir a regra, terá de arcar com multa de R$ 500.

Praças, áreas de lazer, ginásios e espaços esportivos, escolas, bibliotecas, espaços de exposições e qualquer local onde houver concentração e aglomeração de pessoas, habitualmente dedicadas à prática esportiva, são considerados locais públicos pela lei n. 6.233, de 10 de julho de 2019. 

O cachimbo também fica autorizado e em tabacarias e outros ambientes específicos para a prática, como casas noturnas destinadas à realização de shows e eventos. Nestes locais, ficando vedada a permanência e/ou frequência de crianças e adolescentes.

A pessoas que descumprir a regra terá de arcar com multa de R$ 500 podendo o valor ser dobrado em caso de reincidência. No entanto, os valores podem ser revertidos em ações e campanhas educativas. 

A fiscalização e aplicação das sanções pelo descumprimento da lei ficarão a cargo dos órgãos competentes da municipalidade, como a Guarda Municipal. A partir de hoje, a regra entra em vigor.

VETOS

Foram vetados pelo prefeito os artigos 4° e 5° da proposta encaminhada pela Câmara de Vereadores. A primeira é referente a obrigatoriedade do encaminhamento ao Conselho Tutelar da criança ou adolescente flagrado em local público fazendo uso do “narguilé”. O outro veto foi a regra que obriga o Executivo a regulamentar a lei em até 30 dias, contados da data de publicação lei. 

 

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Câmara aprovou 56 projetos no semestre e quer regulamentar app
BALANÇO

Câmara aprovou 56 projetos no primeiro semestre e quer regulamentar aplicativo

Estado repassou R$ 53,4 milhões <br>para a Saúde da Capital neste ano
SEMESTRE

Repasses para a Saúde da Capital somam R$ 53,4 milhões

Trecho da BR-060 será <br> recuperado por R$ 16,2 milhões
EM MS

Trecho da BR-060 será recuperado por R$ 16 milhões

Aprovada sob protesto, prefeito tem 90 dias para regulamentar reforma
PREVIDÊNCIA MUNICIPAL

Aprovada, reforma tem 90 dias para ser regulamentada

Mais Lidas