Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 14 de novembro de 2018

VILA SOBRINHO

Mulher morre em residência na Capital
e polícia investiga causas

Irmão da vítima disse que ela levou choque, mas não foram encontradas lesões

6 JUL 2017Por GLAUCEA VACCARI E MARIANE CHIANEZI17h:35

Polícia Civil investiga as causas da morte de Alaíde Gomes de Oliveira, que morreu na tarde de hoje em sua residência, na avenida Júlio de Castilhos, Vila Sobrinho, em Campo Grande.

De acordo com a delegada Christiane Grossi, da 7ª Delegacia de Polícia Civil, disse que a princípio, familiares acionaram o Corpo de Bombeiros sob suspeita de que a vítima tivesse levado um choque elétrico.

Ela estava caída próximo a um travesseiro de massagem elétrico, o que levantou a suspeita do choque. No entanto, segundo a delegada, não foram encontrados ferimentos correspondentes a descarga elétrica.

Principal suspeita é que a mulher tenha sofrido um infarto ou acidente vascular cerebral (AVC). Irmão disse que ela reclamou de dores de cabeça durante toda o dia de ontem.

Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados, mas vítima já estava em óbito quando socorristas chegaram.

Corpo da vítima será encaminhado para perícia no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para atestar a causa da morte.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também