Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Mulher morre carbonizada
e perícia aponta que incêndio começou em geladeira

Corpo de Rosângela Caetano Silva, 48 anos, estava atrás da porta da sala da casa

4 AGO 15 - 06h:29LAURA HOLSBACK

Rosângela Caetano Silva, 48 anos, morreu carbonizada por volta das 22h30min de ontem (3), em incêndio que teria iniciado em geladeira, na casa onde morava, localizada na Rua Urupês, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

De acordo com informações registradas no Boletim de Ocorrência, o fogo foi visto por um sobrinho da vítima, que mora nas proximidades e avisou a mãe.

A irmã de Rosângela foi ao imóvel, arrombou portas que estavam trancadas, mas não conseguiu resgatá-la porque as chamas já haviam se propagado.

Equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada e combateu o incêndio, localizando, posteriormente, o corpo de Rosângela atrás da porta da sala.

QUESTÕES DE SAÚDE

Ainda segundo declarado pela irmã, a vítima sofria de problemas psiquiátricos e era habitual se trancar na residência. Por volta das 20h30min, ouviu Rosângela gritar por meia hora, como era de praxe agir. Por isso, não sabe dizer se os gritos tiveram relação com o incidente.

Peritos avaliaram o local e constataram, inicialmente, que o fogo começou na cozinha, mais precisamente na geladeira. Contudo, as reais circunstâncias serão apresentadas à Polícia Civil para investigação após o laudo ser finalizado. Entre 10 a 30 dias.

O fato foi registrado como morte a esclarecer.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Mulher de 34 anos é a 22ª vítima <br>de gripe em Campo Grande
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Mulher de 34 anos é a 22ª vítima de gripe na Capital

Detran pede rescisão de contrato com empresa responsável por radares
DÍVIDA MILIONÁRIA

Detran vai rescindir contrato com empresa de radares

BRASIL

Plenário da Câmara aprova projeto que regulamenta a vaquejada

Corredor vai trazer redução de até 71% em custos, diz ministro
ROTA BIOCÊANICA

Corredor vai trazer redução
de até 71% em custos, diz ministro

Mais Lidas