Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

Feminicídio

Mulher é encurralada pelo marido e assassinada com 10 facadas na Capital

Vítima tentou pedir ajuda para vizinha, mas homem a perseguiu

5 JUN 2017Por VÂNYA SANTOS E RENAN NUCCI08h:51

A dona de casa Ramona Regilene Silva de Jesus, de 44 anos, foi assassinada com 10 facadas desferidas pelo marido, o comerciante Genilson Silva de Jesus, de 41 anos, que está foragido. Feminicídio aconteceu por volta de 18h30 de ontem, na residência do casal, que fica na Rua Rosa Ferreira Pedro, Conjunto Residencial Celina Jallad, Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande.

Delegada Fernanda Félix Mendes, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) relatou que, pelo que tudo indica, casal passou a discutir, ocasião em que o comerciante começou a agredir a esposa.

A suspeita é de que Genilson encurralou Ramona entre o guarda-roupa, a cama e a parede. Ele então desferiu facadas na mulher. Manchas de sangue foram encontradas nos móveis do quarto.

Mesmo ferida, a vítima conseguiu sair da residência e seguir até a casa de uma vizinha. Durante o percurso, marido perseguiu Ramona e continuou desferindo facadas pelo corpo da esposa. Ao chegar na casa da vizinha, ela pediu ajuda e morreu no local.

Já o comerciante fugiu em meio a uma mata que fica aos fundos do residencial. Após o crime, ele tentou se desfazer da faca com 20 centímetros de lâmina. Objeto utilizado no crime foi encontrado e apreendido.

Equipes da Polícia Militar (PM), Batalhão da Polícia Militar de Choque (BPChoque), Civil e Deam fizeram rondas pela região, mas não conseguiram encontrar o assassino.

Ramona e Genilson eram casados desde 2012 e não tinham filhos em comum.

REVOLTA

Revoltados, vizinhos do casal incendiaram veículo de Gesilson, modelo picape Courrier.

Ainda conforme a delegada Fernanda Félix, a irmã de Ramona disse que a vítima sempre reclamava das agressões do marido, mas nunca comunicou o caso para a polícia.

Leia Também