Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

na base aérea

MP aguarda laudo para concluir denúncia sobre morte de soldado na Base Aérea

Suspeito pelo crime trabalhava com vítima e está solto

23 OUT 2017Por LUANA RODRIGUES18h:47

Um mês após o crime, o Ministério Público Militar ainda aguarda laudo necroscópico para concluir a denúncia sobre a morte de Alexander de Jesus Floriano, 19 anos. O jovem era soldado e teria sido morto por tiro disparado por um colega, dentro da Base Aérea de Campo Grande, no dia 23 de setembro. 

Conforme o promotor Nelson Lacava Filho, que atua na  9ª Circunscrição Judiciária Militar, o laudo vai apontar detalhes importantes para que o Ministério Público decida se vai denunciar o suspeito por homicídio culposo - quando não há intenção de matar - ou doloso - quando há intenção. "Prefiro não comentar nada até que o laudo esteja pronto", disse o promotor.

Segundo o promotor, duas testemunhas do crime foram ouvidas pela Justiça Militar, além do jovem, também de 19 anos,  apontado como autor dos disparos. Ele aguarda o processo em liberdade, já que na audiência de custódia o juiz decidiu pela liberdade provisória.

A Base Aérea informou por meio da assessoria de imprensa que tem oferecido toda assistência necessária na investigação.

CRIME

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela madrasta da vítima, Alexander morreu depois de ter sido atingido por um disparo de arma 9 mm, na altura do maxilar. A bala atravessou o rosto do jovem e saiu na altura da têmpora direita. 

Ele chegou a ser socorrido por médicos que também estavam de plantão, mas, devido a gravidade do caso, foi transferido para a Santa Casa. No hospital, Alexander não resistiu ao ferimento e morreu.

Leia Também