Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Transporte

Ministério Público investiga decreto
que regulamenta Uber

Há suspeita de lesão à concorrência e a direitos coletivos

3 JUN 17 - 06h:30DA REDAÇÃO

Mais uma polêmica em torno do decreto que regulamenta serviços de transporte via aplicativos, como o Uber. Desta vez o texto é questionado pelo Ministério Público do Estado (MPE-MS), que abriu inquérito civil para apurar possível lesão a direitos de consumidores, à concorrência e a direitos coletivos pelo Decreto Municipal n° 13.157 /2017.

A norma, publicada no dia 16 de maio deste ano, prevê pagamento de 7% relativo ao Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) por parte das empresas responsáveis pelos programas de celular.

O percentual não se compara ao que é pago pelas cooperativas de táxi e taxistas que atuam em Campo Grande, que são isentos de pagar o mesmo imposto. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Após chuva, ônibus atola em rua não pavimentada no Cristo Redentor
ANO CHUVOSO

Após chuva, ônibus atola no Cristo Redentor

Em MS, 350 profissionais terão de rever declaração na Receita
OPERAÇÃO PANDORA

Em MS, 350 profissionais terão de rever declaração na Receita

MS pode ter recurso anual de R$ 200 milhões com mudança no Fundeb
EDUCAÇÃO BÁSICA

MS pode ter recurso de R$ 200 mi com mudança no Fundeb

Fábrica de MDF em Água Clara oferecerá 100 novos empregos
DESENVOLVIMENTO LOCAL

Fábrica de MDF em Água Clara oferecerá 100 novos empregos

Mais Lidas