Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

DENÚNCIA

Ministério Público Estadual investigará transparência das contas do IMPCG

Deputado pediu apuração de rombo de R$ 109,7 milhões nos cofres do instituto

24 AGO 16 - 06h:00DA REDAÇÃO

Depois de três meses da denúncia de sumiço de dinheiro do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG), a 29º Promotoria de Justiça de Campo Grande, do Ministério Público Estadual (MPE), instaurou procedimento preparatório para apurar irregularidades na gestão e divulgação de informações do instituto.

A investigação teve origem na denúncia do deputado estadual Coronel David (PSC). Ele pedia apuração quanto ao rombo de R$ 109.777.347,00 verificado nos cofres do IMPCG, entre os anos de 2012 e 2016.

Processo focado na drástica redução dos recursos chegou a ser aberto pelo MPE, porém, foi finalizado para evolução. No dia 9, a instituição optou pela abertura do procedimento referente ao cumprimento da Lei de Transparência por parte do município, já que tabelas orçamentárias do instituto não foram divulgadas no ano passado e neste ano. 

(*) A reportagem, de Tainá Jara, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OAB recomenda que Assembleia siga trâmite da PEC da reforma da Previdência
MATO GROSSO DO SUL

OAB recomenda que Alems siga trâmite da reforma da Previdência

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio anuncia pré-candidatura ao governo em 2022
ELEIÇÕES

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio diz que vai disputar governo em 2022

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande
VEJA VÍDEO

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião