Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

RECURSOS

Ministério da Saúde libera R$ 572 mil para custeio de saúde prisional na Capital

Secretário participou de reunião com o presidente e ministro da Saúde em Brasília

13 JUL 17 - 18h:21GLAUCEA VACCARI

Campo Grande vai receber R$ 572 mil em recursos do Ministério da Saúde para custeio de nova equipe de atenção à saúde prisional, que será implantada no Município. Secretário municipal de Saúde, Marcelo Vilela, participou hoje de reunião com o presidente Michel Temer (PMDB) e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília, onde foi feito o anúncio.

Vilela disse ao Portal Correio do Estado que, na reunião, Governo Federal apresentou um balanço do valor economizado na gestão e sinalizou a liberação de recursos para projetos que estavam travados na área de saúde. 

“Da nossa parte estavam travadas ambulâncias e ampliação da atenção básica. Hoje foi um ato mais público e ele disse que dará apoio financeiro para reforço da atenção básica e das ambulâncias”, disse o secretário.

Ainda conforme Vilela, Campo Grande espera receber sete novas ambulâncias, que já foram pedidas ao Ministério da Saúde, além da implantação do projeto de Saúde da Família, que inclui a implantação de clínicas da família.

Além do presidente e ministro, participara da reunião 300 secretário de saúde. 

NO PAÍS

Ministério da Saúde informou que investirá R$ 1,7 bilhão para qualificar e ampliar o atendimento à população no Brasil. Verba será destinada à melhoria dos serviços de saíde na atenção básica, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e transporte sanitário, beneficiando mais de mil municípios.

Recurso possibilitará custeio de novos serviços e ações na atenção básica, que inclui equipes de saúde da família, consultórios na rua, agentes comunitários de saúde e equipes de saúde bucal. Parte da verba também será destinada à aquisição de novos veículos de pacientes eletivos e em atendimento de urgência e emergência.

Do total de recursos, R$ 771,2 milhões serão investidos anualmente na Atenção Básica, principal porta de entrada para o Sistema Único de Saúde (SUS). O recurso servirá para custeio de 12.138 agentes comunitários de saúde, 3.103 novas equipes de Saúde da Família, 2.299 novas equipes de Saúde Bucal, 882 Núcleos de Apoio à Saúde da Família, 113 novas equipes de Saúde Prisional e 34 consultórios na rua. 

Outros R$ 1 bilhão serão destinados a compra de ambulâncias do Samu e outros veículos para atender a população. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

OAB recomenda que Assembleia siga trâmite da PEC da reforma da Previdência
MATO GROSSO DO SUL

OAB recomenda que Alems siga trâmite da reforma da Previdência

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

De 79 municípios de MS, 74 enfrentam epidemia de dengue

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio anuncia pré-candidatura ao governo em 2022
ELEIÇÕES

Em ato de filiação de prefeita, Delcídio diz que vai disputar governo em 2022

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande
VEJA VÍDEO

Chuva derruba árvore e alaga ruas em Campo Grande

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião