Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 24 de setembro de 2018

eleições 2018

Meta é atingida, mas 55 mil
ficarão de fora da biometria

TRE já estima não conseguir atender a quantidade total de eleitores

13 MAR 2018Por DA REDAÇÃO06h:00

Ao menos 55 mil eleitores vão deixar de fazer o cadastramento biométrico até domingo (18), quando o serviço se encerra. A capacidade total do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), nos três locais de atendimento, nesta última semana, é de cerca de 40 mil cidadãos. No entanto, a meta de 80% do eleitorado já foi atingida e não há prazo para prorrogação do atendimento. 

Maior parte dessas pessoas envolve as que se mudaram de Campo Grande, para outro estado ou País, e não solicitaram a transferência do título, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal Eleitoral. 

De acordo com o chefe de cartório da 44ª zona eleitoral, Wilson Borba, já foram atendidos 523 mil eleitores até o domingo, dia 11. “Faltam 95 mil eleitores do total, mas é humanamente impossível atender esse número de gente [até dia 18]. Nossa capacidade é menos de 40 mil”, ressaltou. O total de eleitores que deveriam passar pela biometria é de 618 mil.

Quem integra esse número de eleitores que deixou para a última hora terá de ter paciência e esperar horas nas filas dos postos de atendimento. “Está demorado porque não conseguimos atender ao grande fluxo que estamos recebendo. Temos 50 atendentes no fórum e 75 no Memorial da Cultura”.

Foi o caso de Juliana Silveira, 28 anos,  atendente de telemarketing. “Cheguei era por volta de 14h. A fila estava enorme, mas, como está nos últimos dias, achei melhor esperar. Quero fazer concurso da Polícia Militar e não posso ter o título cancelado. Mas se não fosse isso nem teria feito”, afirmou. A reportagem falou com ela por volta das 15h30min de segunda-feira (12) e ela estava prestes a ser atendida.

*Leia reportagem, de Gabriela Couto e Luana Rodrigues, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também