Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Ato contra Dilma

Manifestantes panfletam para divulgar protestos na Capital

Manifesto que será neste domingo (16), a partir das 14h, na Praça do Rádio Clube

15 AGO 15 - 17h:09DA REDAÇÃO

Integrantes do Movimento Popular Pátria Livre foram às ruas de Campo Grande na manhã deste sábado (15) para divulgar o manifesto que será realizado neste domingo (16), a partir das 14h, na Praça do Rádio Clube, contra a corrupção no País e pedindo a saída de Dilma Roussef do governo.

Em Campo Grande, o manifesto é coordenado pelo Movimento Popular Pátria Livre, com apoio do Movimento Avança Brasil Maçons Br, e tem o objetivo de dar espaço para a população se manifestar quanto à situação política e econômica do País.

Júlio Lins, estudante de Direito da Universidade Federal do Amazonas, participará da manifestação. Ele é conhecido nas redes sociais por debater política e convocar a população para discussões sobre cenário político, ético e econômico do País. Um vídeo postado por ele conseguiu mais de 2 milhões de visualizações.

As ações na Capital ficarão concentradas na Praça do Rádio Clube, com apresentações de vídeos informativos sobre a situação do País, além de debates, discussões e de espaços interativos. Também haverá coleta de assinaturas para projeto contra a corrupção.

“Queremos pressionar o Congresso a tomar uma posição que ponha fim à desesperança do povo quanto ao destino da nação. Os movimentos populares têm como objetivo a transformação da sociedade, estimulando a reflexão e a mudança de comportamento”, explica uma das coordenadoras do Movimento Pátria Livre, Fabrícia Salles.

Ela afirma ainda que “não existe nenhuma forma mais eficiente de se reivindicar do que estando nas ruas pressionando o poder público, que deveria estar ao nosso serviço”, afirma Fabrícia.

Movimento- O Pátria Livre faz parte da Aliança Nacional dos Movimentos Democráticos, fundada no dia 28 de maio deste ano e que integra cerca de 50 grupos no País. “A Aliança tem como finalidade sincronizar as ações de combate à corrupção e assim tornar mais forte a voz a população, que carece de uma real representatividade junto aos parlamentares que insistem em não nos ouvir”, conclui.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Castração de gatos estará disponível nesta segunda
AGENDAMENTO

Castração de gatos estará disponível nesta segunda

Licitação pública de ponte sobre rio Paraguai será lançada no sábado
PORTO MURTINHO

Licitação pública de ponte
será lançada amanhã

Pela terceira vez, MPE quer <br> guardas municipais na prisão
PISTOLAGEM

Pela terceira vez, MPE quer
guardas municipais na prisão

BRASIL

MPF pede suspensão de urgência em concurso da Polícia Rodoviária Federal

Mais Lidas