Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

Habitação popular

Mais de mil casas serão construídas na Capital para famílias de baixa renda

Imóveis serão em quatro bairros, com investimento de R$ 109 milhões

14 FEV 2018Por GLAUCEA VACCARI10h:47

Mais de 1 mil casas populares devem começar a ser construídas em Campo Grande. Os imóveis serão entregues para famílias que têm renda mensal de até R$ 1,8 mil, como forma de diminuir o déficit habitacional em Mato Grosso do Sul.

A viabilização dos imóveis é uma parceria entre o Governo do Estado, Prefeitura de Campo Grande, Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal.

No total, serão 1.138 casas e apartamentos, sendo 448 construídas no Bairro Aero Rancho, 66 no condomínio residencial Jardim Inápolis, no Núcleo Industrial, 256 no Santo Amaro, no residencial Sírio Libanês e 368 no residencial Portal Laranjeiras, no Jardim Tarumã.

De acordo com a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez, as empresas que assinaram contrato para a construção dos imóveis têm o prazo de um mês para organizar o canteiro de obras e dar início ao empreendimento. Não foi informado o prazo para a entrega dos residenciais prontos.

“Vamos atender as mais de mil famílias com casas e apartamentos que terão toda a infraestrutura: piso cerâmico, reboco, laje e com todo padrão de qualidade”, afirmou.

Ao todo, serão investidos R$ 109 milhões em todas as construções, sendo R$ 19 milhões de contrapartida do Governo. Os recursos federais são do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Leia Também