terça, 14 de agosto de 2018

Arnaldo Estevão

Local de obra de posto de saúde
gera reclamação de moradores

Pedra fundamental lançada em 2010 previa outro endereço para unidade

6 JUN 2017Por DA REDAÇÃO04h:00

Com 12 obras de postos de saúde paradas, a Prefeitura de Campo Grande começou ontem a construção de mais um, no Bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo, na saída para Três Lagoas, leste da Capital.

O empreendimento enfrenta resistência da população, que afirma que a pedra fundamental do projeto, lançada em 2010, era para erguer a futura Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) em outro local, e não na praça do bairro.

Segundo o servidor público aposentado Sérgio Matos, 69 anos, foi anunciada na gestão de Nelson Trad Filho (PDT) a pedra fundamental da UBSF na Rua dos Ferreiros, que é cerca de 300 metros distante de praça na Rua dos Carroceiros, onde os moradores não querem que o posto se instale. “Já retiraram árvores daí e não precisava disso se já tem um espaço destinado”, defende.

O posto de saúde é uma reivindicação dos moradores do Arnaldo Estevão de Figueiredo I e II, que se reuniram ontem à tarde com o secretário de Saúde, Marcelo Vilela.

Ao Correio do Estado ele informou que, se não iniciasse a obra, teria que devolver o recurso de R$ 226,7 mil destinados pelo Ministério da Saúde. Outros R$ 937 mil em recursos municipais já estão separados para a obra, segundo o secretário. O total a ser investido soma R$ 1.203.700,00. 

*Leia reportagem, de Lucia Morel e Bárbara Cavalcanti, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também