Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

CAMPO GRANDE

Ladrões invadem mercado e um acaba morto por guarda municipal

Comparsa foi preso e adolescente apreendido por participação no crime

1 SET 2017Por MARESSA MENDONÇA09h:15

Criminoso identificado como Derci Jacinto da Silva, de 39 anos, morreu durante roubo na noite de ontem em mercado do Jardim Centro Oeste em Campo Grande. Guarda municipal que é dono do estabelecimento quem reagiu ao assalto e atirou.  Comparsa de Jacinto foi preso e adolescente,16, apreendido pouco tempo depois do crime.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, por volta de 20H45min, dois homens e um adolescente foram até comércio na Rua Medrado e anunciaram o assalto. Um deles estava armado e obrigou que os clientes entregassem dinheiro e objetos pessoais.

Antes de fugir, os criminosos foram até o caixa do estabelecimento e ordenaram que o homem entregasse o dinheiro. Eles não sabiam que se tratava de um guarda municipal.

Quando se preparavam para fugir em Volkswagen Gol, os criminosos foram abordados pelo servidor e atiraram. O guarda reagiu e conseguiu balear Jacinto que morreu no local.

Outro assaltante, Gilmar Vieira dos Santos, de 27 anos, também foi atingido com dois tiros na perna, mas conseguiu fugir com o adolescente. O guarda municipal não se machucou.

As polícias Militar e Civil, além da Guarda Municipal foram acionadas e rondas foram feitas em busca dos suspeitos.

Vieira e o adolescente foram encontrados em mototáxi no bairro Vespasiano Martins e levados para a delegacia. Eles estavam com R$ 907 em dinheiro.

Arma usada durante o assalto, uma pistola .9 milímetros e o veículo utilizado na fuga ainda não foram localizados.

O guarda municipal se apresentou à polícia e entregou o revólver calibre .38 que usou para atirar no criminoso, além do registro da arma. 

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do bairro Piratininga (Depac) e será investigado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também