Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

LUTO

Juvêncio seria homenageado pela Câmara Municipal na segunda-feira

Políticos lamentam morte de ex-senador e ex-prefeito da Capital

14 DEZ 19 - 10h:08YARIMA MECCHI

O ex-prefeito de Campo Grande, Juvêncio César da Fonseca, que faleceu na madrugada deste sábado (14) após complicações de saúde, seria homenageado pelo presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB), na segunda-feira (16). O vereador lamentou a morte do político e ressaltou sua importância para cidade. 

“Eu iria homenageá-lo na segunda-feira, entregar a ele uma medalha em comemoração aos 120 anos de Campo Grande. Foi um grande homem, prestou um serviço impecável para Campo Grande em todas as posições que passou”, destacou João Rocha sobre os cargos de senador por Mato Grosso do Sul e vereador na Capital que o ex-prefeito também ocupou, além de advogado.

Rocha disse ainda que Juvêncio o inspirou na política, além de deixar sua marca pela Capital. “Fez uma carreira brilhante, uma pessoa que eu me espelhei muito e deixou um legado. Você anda pela cidade e vê uma série de transformação que ele fez para Capital. Temos que respeitar o tempo de Deus, eu perdi minha esposa recentemente, uma grande companheira, e temos que aceitar”.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), Mansour Karmouche, destacou que Juvêncio era advogado e prestou relevantes serviços à classe e sociedade. “Lamentamos muito e estamos profundamente consternados pelo passamento do advogado Juvêncio. Ele ocupou diversos cargos públicos, atuou como Defensor Público e depois foi à política. Em todas as suas atribuições dignificou tanto a profissão quanto a sociedade. É com profundo pesar que a OAB/MS registra esse fato triste nesta data”, lamentou.

Juvêncio faleceu na madrugada deste sábado em Campo Grande. (Arquivo/CE)

O deputado federal Beto Pereira (PSDB), lamentou nas redes sociais a morte de Juvêncio. Em seu perfil no Instagram ele destacou que o ex-senador foi um grande cidadão. “Mato Grosso do Sul se despede hoje de um grande cidadão. Juvêncio César da Fonseca foi vereador, prefeito de Campo Grande por dois mandatos e senador. Deixou um legado de trabalho em favor de Mato Grosso do Sul. Deixo aqui meus sinceros sentimentos e minha solidariedade à família”, diz a legenda da foto que o deputado usou. 

Atual prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) decretou luto oficial de três dias e destacou os bons exemplos que Juvêncio deixou em vida. "Estou triste com a notícia, mas confortado pelos bons exemplos que ele deixou na terra. A ligação que tivemos foi de respeito, eu antes de assumir a gestão, pedi para que ele fizesse uma palestra aos meus secretários para atuarem, eu sempre o chamava de prefeito e pedia conselhos pelas experiências que ele teve", contou. 

Homenagem

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande farão na segunda-feira a sessão solene em de outorga da Medalha Legislativa em comemoração aos 120 anos de Campo Grande.

Na solenidade serão homenageadas diversas personalidades que se destacaram e contribuíram com relevantes serviços em prol do desenvolvimento da Capital.

 

Morte

Juvêncio passou por diversos problemas de saúde e há dois meses foi internado no hospital Proncor por conta de infecção no osso causada por bactérias, ele sofria do problema há anos. Em 2017, chegou a ser internado no hospital Proncor devido a complicações, desde então passou por várias vezes em hospitais de Campo Grande. O político morreu aos 84 anos. 

O velório está acontecendo no cemitério Parque das Primaveras e o sepultamento está previsto para às 15h no mesmo local. 

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Polícia recaptura 11 dos 75 fugitivos de presídio dominado pelo PCC no Paraguai
FRONTEIRA

Polícia recaptura 11 dos 75 fugitivos de presídio dominado pelo PCC no Paraguai

Município busca parcerias com o Governo mitigar perdas do ICMS
RECURSOS

Município busca parcerias com o Governo mitigar perdas do ICMS

STJ nega prisão domiciliar e Jamil Name vai continuar em presídio federal
OMERTÀ

STJ nega prisão domiciliar e Jamil Name vai continuar em presídio federal

A um mês de sorteio de R$ 300 mil, veja dicas para participar do programa Nota MS Premiada
CPF NA NOTA

A um mês de sorteio de R$ 300 mil, veja dicas para participar do Nota MS Premiada

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião