Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

TRAUMATISMO CRANIANO

Jovem que bateu em caminhão
parado morre na Santa Casa

A vítima estava de moto e foi desviar de camionete

14 MAI 19 - 09h:44IZABELA JORNADA

Matheus Santiago Hungria de 19 anos morreu na noite desta segunda-feira (13), na Santa Casa de Campo Grande, onde estava internado desde o último domingo (12), após ter batido na traseira de caminhão parado, na Avenida Tamandaré.

A vítima pilotava uma moto CB 300 quando tentou desviar de camionete que trafegava na avenida e acabou entrando com a moto embaixo do caminhão que estava parado na via.

O jovem sofreu traumatismo craniano e quebrou o braço, ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros ainda inconsciente. Na noite de ontem, não resistiu e veio a óbito. 

De acordo com informações do motorista do caminhão, Leandro França de Moraes, 43 anos, o condutor da moto vinha pela Avenida Tamandaré (no sentido universidade-centro) quando nas proximidades de um supermercado uma caminhonete saiu de uma rua lateral e entrou na avenida. “Ele foi tentar desviar, mas não conseguiu”, contou.

Familiares e amigos lementam a morte do jovem nas redes sociais.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Prefeitura aprova ‘pacotão’ para suplementação de R$ 240 milhões
CONFIRA VALORES

Prefeitura aprova ‘pacotão’ para suplementação de R$ 240 milhões

PT e PSL devem ficar com quase 20% do fundo eleitoral
FUNDO ELEITORAL

PT e PSL devem ficar com quase 20% do fundo eleitoral

Em meio a negociação salarial, motoristas de ônibus ameaçam paralisação
TRANSPORTE PÚBLICO

Em meio a negociação salarial, motoristas de ônibus ameaçam paralisação

Contribuintes fazem fila, debaixo de chuva, para renegociar débitos com a prefeitura
OPORTUNIDADE

Contribuintes fazem fila, debaixo de chuva, para renegociar débitos com a prefeitura

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião