Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

ex-diretor do Correio

Jornalistas poderão receber Medalha de Mérito Jornalístico José Barbosa Rodrigues

No dia do jornalista, deputado quer homenagear profissionais da imprensa

16 AGO 2017Por IZABELA JORNADA16h:08

O deputado estadual Maurício Picarelli (PMDB) apresentou projeto de lei para instituir a Medalha de Mérito Jornalístico em Mato Grosso do Sul. A proposta do parlamentar é que a cada 7 de abril, quando é comemorado o dia do jornalista, seja entregue a Medalha de Mérito Jornalístico

Ele quer que o prêmio receba o nome de José Barbosa Rodrigues, uma homenagem ao professor, escritor, historiador, empresário e diretor do grupo Correio do Estado. "Quero homenagear o seu Barbosa porque ele me apoiou muito na minha carreira, na TV, por exemplo", relembrou Picarelli.

O projeto de lei começou a tramitar na Assembleia nesta terça-feira (15) e ainda não tem data para ir a plenário para votação.

A proposta prevê que a Medalha de Mérito Jornalístico  José Barbosa Rodrigues será entregue aos profissionais que forem escolhidos por cada um dos integrantes da Casa. "Cada deputado poderá escolher até dois jornalistas para serem homenageados", explicou o parlamentar. 

Picarelli disse também que já escreveu livros e um deles tem prefácio do jornalista J. Barbosa.

J. Barbosa começou no Jornal do Comércio como zelador, para complementar a renda de professor. Após escrever um artigo, ele chamou a atenção da direção do veículo de comunicação e recebeu o convite para ingressar no jornalismo, área que cresceu e se destacou. Sua contundência na escrita fez com que seus artigos no Jornal do Comércio ganhassem destaque.

Por isso, acabou convidado para trabalhar no Correio do Estado. Dois anos depois de contratado, o grupo que administrava o jornal manifestava o interesse em parar com as atividades e o jornalista enxergou uma nova oportunidade. Comprou a empresa e passou a ser o único dono. Com o apoio da família, o administrou o Correio do Estado e fez o jornal crescer.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também