Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

1% de juros

IPTU já pode ser refinanciado em até 48 vezes

Para refinanciar a dívida, contribuinte deverá pagar 10% de entrada

21 JUL 17 - 15h:10Izabela Jornada

Tributos municipais, bem como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), multas de trânsito, taxas de alvarás, dentre outros, já podem ser reparcelados em até 48 vezes na Prefeitura de Campo Grande, porém o contribuinte deverá pagar 10% de entrada do valor total da dívida ativa. A lei foi sancionada pelo prefeito Marcos Trad e o contribuinte terá aumento de 1% de juros no refinanciamento. 

“Esta é uma medida que atende uma classe de contribuintes que passa por dificuldades financeiras e deixou de pagar seus financiamentos junto ao parcelamento anterior. A lei beneficia os contribuintes que tinham débitos, e que agora podem continuar pagando”, declarou o prefeito.

Os benefícios apresentados pretendem incrementar, de forma condicionada, a arrecadação da dívida ativa, posto que não atingem o valor principal da receita tributária e não tributária, mas sim oportunizar aos contribuintes que possuírem débitos, objeto de parcelamento não cumprido, nova chance de regularização, mediante novo parcelamento.

“Com esta lei autorizamos o reparcelamento para os contribuintes que já tinham parcelado suas dívidas. Muitas vezes fomos procurados por um contribuinte que recebeu uma herança do pai, da família e tinha deixado uma dívida e não cumpriram com isso. Esses contribuintes querem regularizar sua situação essa é mais uma oportunidade para que eles quitem seus débitos”, disse o secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto.

SERVIÇO

O reparcelamento dos débitos  pode ser efetuado na Central da Rua Arthur Jorge, 500, ao lado do Paço Municipal, das 8 às 16 horas.

ADIMPLENTES

Os contribuintes que pagam seus tributos em dia continuam com vantagem de 20% de desconto no pagamento. Já aqueles que estão inadimplentes, além de terem seus nomes inseridos nos serviços de proteção ao crédito, refinanciarão as dívidas com juros e sem desconto.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Pesquisa mostra que 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte

Nove são presos por suspeita de envolvimento com furto de cocaína em delegacia
INVESTIGAÇÃO EM SIGILO

Nove são presos por envolvimento com furto de cocaína em delegacia

BRASIL

MP que facilita leilões de bens apreendidos de traficantes é publicada

Decreto pode reduzir preço das passagens de avião no Estado
DECOLA MS

Decreto pode reduzir preço das passagens de avião no Estado

Mais Lidas