Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

precisa de doação

Internado há seis meses na Santa Casa,
confeiteiro de 300 kg amputará a perna

Fabiano Ferreira sofreu complicações no tratamento de uma erisipela

2 JUN 2017Por MARIANE CHIANEZI18h:16

Há quase seis meses internado na Santa Casa de Campo Grande, o confeiteiro Fabiano Ferreira, de 36 anos, que pesa 300 kg, precisará amputar a perna direita na próxima terça-feira (6).

O homem que descobriu há um ano que sofre de erisipela - doença infecciosa aguda, caracterizada por uma inflamação da pele, sofreu infecção grave e por isso médicos decidiram pela cirurgia.

O caso de Fabiano foi relatado pelo Portal Correio do Estado em dezembro. Ele enfrenta drama e aguarda há cinco anos na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) cirurgia para implantar balão gástrico, pois só perdendo peso poderia operar a perna afetada.

Fabiano precisou ser internado na Santa Casa de Campo Grande em 19 de dezembro de 2016, onde permanece até hoje. O Corpo de Bombeiros fez a remoção.

De acordo com a mãe do confeiteiro, Izildinha Ferreira, de 61 anos, além da infecção na perna, paciente contraiu pneumonia, desenvolveu problema renal e por isso precisará passar por hemodiálise (método de filtração do sangue por meio de um rim artificial) e ainda depende de doação sanguínea para a cirurgia marcada para próxima semana.

Izildinha conta que situação é desesperadora. “Eu estou aqui com ele desde o dia que foi internado, durmo sentada em uma cadeira e ajudo a cuidar dele. Esta semana recebemos a notícia da amputação e ficamos arrasados”, disse.

Ainda segundo a dona de casa, notícia da cirurgia foi feita de modo que causou ainda mais espanto nela, como no filho.

“Sabemos que não é uma notícia fácil de se dar, mas no dia [que informaram do procedimento], uma médica entrou no quarto falando em alguma coisa de corte [cirurgia], aí eu perguntei o que era e ela disse 'vai amputar a perna dele, vocês ainda não estão sabendo?' Não houve a presença de um psicólogo nem nada, só depois que eu pedi que chamaram”, afirmou Izildinha.

TRANSFERÊNCIA

Fabiano está no quarto andar da Santa Casa e logo mais seguirá para a área vermelha para fazer hemodiálise e ser preparado para a cirurgia de terça-feira (6).

A principal preocupação da dona de casa e mãe é o filho estar bem cuidado. "Ele precisa dos meus cuidados, mas na área vermelha não deixam acompanhantes entrarem. Ele precisa de alguém próximo, do cuidado da mãe", finalizou Izildinha.

DOAÇÃO DE SANGUE

Santa Casa notificou familiares e amigos de Fabiano para a presença de doadores de sangue para auxiliar no tratamento. Tipagem do paciente é A+ e quem quiser ajudá-lo, deve seguir até o banco de sangue da Santa Casa, que fica na Rua Eduardo Santos Pereira, esquina com a 13 de Maio. 

O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 12h às 17h. Aos sábados, das 8h às 11h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3322-4126.

AJUDA

Reportagens produzidas pelo Portal Correio do Estado contando a história do confeiteiro comoveu um advogado e um médico endoscopista, que se disponibilizaram em ajudar.

O advogado Rafael Dauria pegou a causa gratuitamente na época da internação de Fabiano para poder acionar a Justiça e conseguir que a espera em conseguir o balão gástrico fosse encurtada.

Já o médico, Thiago Alonso Domingos, aguarda o balão gástrico para poder implantar no paciente, sem nenhum custo.

Izildinha relatou que ambos continuam apoiando o filho e que advogado teria conseguido R$ 4 mil na Justiça para adquirir o balão, que custa R$ 5 mil. Falta ainda a autorização para o resgate do dinheiro.

SOBRE A ERISIPELA

De acordo com o médico clínico geral Renato Figueiredo, a erisipela é uma infecção causada por bactéria que pode atingir a parte mais profunda da pele. “Ele não tem erisipela, ele pega. Obesidade e problemas como dificuldade na circulação linfática podem ter causado o inchaço na perna do rapaz”, explicou o médico.

O médico faz um alerta para que a doença seja tratada assim que percebida. “Quando perceber a perna inchar e ficar vermelha, tem que procurar um médico rapidamente, pois a pessoa pode ter uma infecção generalizada que pode levá-la até a morte”, finaliza.

Leia Também