Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CAMPO GRANDE

Homens procuram a polícia e se dizem discriminados por serem heterossexuais

Eles foram impedidos por seguranças de entrar em boate LGBT

13 FEV 18 - 10h:00MARESSA MENDONÇA

Dois homens, de 31 e 32 anos, procuraram a polícia depois de se sentirem discriminados em uma casa noturna LGBT em Campo Grande. Eles disseram que foram impedidos de entrar no local, na madrugada desta terça-feira (13), por serem heterossexuais.

De acordo com o boletim de ocorrência, os homens chegaram até a boate, localizada na Rua Marechal Rondon, e foram recebidos por dois seguranças.

Conforme os relatos, os funcionários, que controlavam uma lista de convidados, teriam dito que eles não poderiam entrar no estabelecimento porque eram heterossexuais.

Os homens se sentiram discriminados e foram até Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do centro, onde registraram boletim de ocorrência por constrangimento ilegal.

Por telefone, a reportagem do Portal Correio do Estado tentou contato com os responsáveis pela boate para ter um posicionamento sobre o caso, mas até o fechamento da matéria não teve resposta. 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dois hospitais de MS realizarão diagnóstico gratuito de câncer de pele
DEZEMBRO LARANJA

Dois hospitais de MS realizarão diagnóstico gratuito de câncer de pele

PDT suspende vereadores que não assinaram CPI do Ônibus
90 DIAS

PDT suspende vereadores que não assinaram CPI do Ônibus

Ladrão rouba mercado e é morto em confronto com policial de folga
CHOQUE

Ladrão rouba mercado e é morto em confronto com policial de folga

Juiz não aceita Jamil Name em Presídio Federal
MOSSORÓ

Juiz não aceita Jamil Name em Presídio Federal

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião