Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

morador de rua

Homem sem identificação morre
em esquina da Ernesto Geisel

Polícia solicitou laudo para identificar o que causou a morte

11 AGO 2017Por RODOLFO CÉSAR16h:02

Morador de rua, ainda sem identificação, foi encontrado morto na Rua Ouro Branco, esquina com a Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande. Os Bombeiros foram os primeiros a chegar e constaram que o homem estava sem sinais vitais. O chamado foi por volta das 10h de hoje.

Policiais civis da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga e do Grupo de Operações e Investigações (GOI) também atenderam a ocorrência por conta da suspeita de haver violência.

A perícia fez levantamento inicial e não houve aparente registro de lesões que pudessem causar a morte do homem. A funerária de plantão foi chamada e levou o corpo para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol). Exame necroscópico será feito para confirmar o que causou a morte.

O homem não portava documentos para possível identificação e apesar de verificação nas redondezas, ninguém soube dizer aos policiais nome ou alguém que pudesse conhecer o morador de rua.

O delegado plantonista, Giulliano Carvalho Biacio, registrou a ocorrência como morte a esclarecer e expediu solicitação para exame pericial para legista do Imol.

Conforme regulamento da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, no caso de mortes que não há familiares para autorizar procedimento de necropsia, é preciso haver registro da ocorrência como morte a esclarecer, mesmo que os indícios apontem para morte natural.

A Polícia Civil não identificou em boletim de ocorrência se havia indícios de consumo de droga ou bebida alcoólica pela vítima.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também