Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Justiça

Homem é condenado a 13 anos de prisão por tentativa de feminicídio

Ele tentou matar a mulher a facadas e incendiou residência em 2015

11 ABR 18 - 18h:06GLAUCEA VACCARI

Bruno Ortiz Trozes, 50 anos, foi condenado a 13 anos e quatro meses de prisão por tentar matar a esposa, 64, a facadas e incendiar o carro e residência do casal. Julgamento foi realizado ontem na 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Crime aconteceu no dia 26 de setembro de 2015. Trozes e a esposa discutiram durante almoço na chácara de familiares por conta de comentários feitos sobre a ex-mulher dele. Casal retornou para a residência, uma chácara a cerca de 30 quilômetros da Capital.

Os dois continuaram a discussão e, durante a briga, o homem pegou uma faca e desferiu oito golpes na mulher. Ela tentou fugir, mas caiu no caminho. O acusado também incendiou o carro e a casa onde moravam. A mulher foi socorrida pelos familiares do marido e sobreviveu.

No dia seguinte ao crime, ele embarcou em um ônibus com destino a Campo Grande e, ao chegar na cidade, foi abordado por policiais que o prenderam em flagrante.

No julgamento, a vítima refutou algumas teses da denúncia e afirmou que não discutiu com o marido durante o almoço e que ela permaneceu no local para ajudar na cozinha enquanto o marido voltou sozinho para casa. Ao voltar para casa, ele já a estaria esperando na janela com a faca em mãos.

Ela afirmou ainda que tentou fugir, mas ele alcançou e só parou as agressões quando ela se fingiu de morta. Quando ele se afastou, ela levantou e correu de volta para a chácara dos familiares dele, onde pediu ajuda.

O marido, no entanto, confirmou a versão da acusação e disse que a discussão teria sido motivada porque a vítima tinha ciúmes. O acusado disse não se lembrar do crime porque teria bebido muito no dia.

O Conselho de Sentença acatou os pedidos da acusação e o juiz-presidente do júri, Carlos Alberto Garcete de Almeida, fixou a pena em oito anos de prisão pela tentativa de feminicídio e 5 anos e 4 meses pelo incêndio.

O magistrado determinou ainda o ressarcimento dos gastos e prejuízos sofridos pela vítima com tratamento e perda de objetos pessoais na quantia aproximada de R$ 8 mil e indenização por danos morais de R$ 5 mil.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Consórcio entrega mais 20 novos ônibus nesta segunda
TRANSPORTE PÚBLICO

Consórcio entrega mais 20 novos ônibus nesta segunda

Inscrições para mestrado e doutorado da UFGD terminam em novembro
ENSINO SUPERIOR

Inscrições para mestrado e doutorado vão até novembro

Corregedor nacional inspeciona TJ e atende público nesta segunda
É AMANHÃ!

Corregedor nacional de Justiça inspeciona TJ e atende público

Durante chuva, força da água leva parte de rua na Capital
VEJA VÍDEO

Durante chuva, força da água leva parte de rua na Capital

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião