Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Paralisação

Hoje nós somos reféns da Santa Casa, diz vereador Lívio

A categoria confirmou que aguardará por 72 horas a efetivação do pagamento

25 JUN 19 - 14h:15

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara de vereadores de Campo Grande, Dr Lívio (PSDB), explica que neste momento a Câmara não tem como intermediar a paralisação dos médicos, sob regime celetista, que devem deixar de fazer cirurgias eletivas na sexta-feira (27) a partir das 19 horas. “A Santa Casa recebe recurso públicos para fazer as cirurgias eletivas e pagar funcionários porque o recuso não está sendo pago. É matemática simples recebe paga. Hoje nós somos reféns da Santa Casa. Todo ano tem esse problema”, avalia. 

A paralisação dos médicos celetista da Santa Casa foi tomada durante assembleia geral, na segunda-feira (24), em razão do atraso no recebimento do salário que deveria ser depositado no 5º dia.  

Conforme informado pelo Sindicato dos Médicos, a justificativa que receberam da instituição foi de que o repasse feito pela Prefeitura de Campo Grande não aconteceu de forma integral, mas, deve ser concluído até dia 28.  

Diante da informação, a categoria confirmou que aguardará por 72 horas a efetivação do pagamento e caso não aconteça paralisará 70% dos atendimentos ambulatoriais, cumprindo o percentual mínimo de atendimento em 30% nos serviços de urgência e emergência. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Soraya Thronicke perde ação contra suplente na Justiça
SENADORA

Soraya Thronicke perde ação contra suplente na Justiça

Inscrições para seleção de analistas terminam amanhã (23)
CENSO IBGE

Inscrições para seleção de analistas termina dia 23

Projeto apresenta sistema fotovoltaico para armazenar energia no Pantanal
SBPC 2019

Projeto apresenta sistema fotovoltaico para armazenar energia no Pantanal

PDV tem adesão de 161 servidores e estimativa R$ 9 milhões em pagamentos
BALANÇO

Pedidos do PDV correspondem a R$ 9 milhões em pagamentos

Mais Lidas